Carta de Recomendação dos Grupos Historicamente Excluídos e Subalternizados à Conferência Regional Nordeste de Ciência, Tecnologia e Inovação

 

Por: Arísia Barros

Nos dias 15 e 16 de abril, o estado de Alagoas foi sede da Conferência Regional Nordeste de Ciências, Tecnologia e Inovação, etapa anterior à Conferência Nacional, que acontecerá em Brasília, no período de 26 a 28 de maio.

A Conferência aconteceu no Centro de Convenções e Exposições Ruth Cardoso e congregou mais de 500 representantes dos estados do Nordeste, dentre cientistas, pesquisadoras, pesquisadores, professoras, professores, estudantes,representantes dos movimentos sociais,de diversas instituições locais e nacionais e teve como objetivo aprimorar as discussões sobre desenvolvimento científico e as possíveis inovações para adequá-lo as diversas especificidades da região Nordeste.


Participamos da Conferência Regional como representante do movimento social negro e evidenciamos a urgente e necessária democratização da Ciência na criação de oportunidades mais efetivas para esse segmento da população.


Ao participamos de oficinas temáticas fizemos sugestões e as elencamos em uma carta de recomendação que foi entregue à mesa de encerramento.


Diante do consenso da plenária a carta de recomendação foi integrada aos documentos finais da Conferência Regional de Ciências, Tecnologia e Inovação e será assunto de debate, em Brasília, no período de 26 a 28 de maio, na Conferência Nacional.

“Nós, representantes dos estados do Nordeste aqui reunidos na Conferência Nordeste de Ciência, Tecnologia e Inovação, que acontece na cidade de Maceió-AL acreditamos que é de fundamental importância reunir, em um mesmo ambiente o universo do mundo acadêmico,instituições governamentais e sociedade civil visando a troca acumulativa de saberes com o propósito de inovar a formação e desenvolvimento da cultura da ciência que agrega e visibiliza os múltiplos e diversos contributos sociais.
Partindo do pressuposto de que a ciência deve ser uma ferramenta a serviço do bem estar comum, propomos ao Ministério da Ciência e Tecnologia e a todos órgãos com legitimidade e competência no processo de, ao inovar, promover ações diferenciadas, um olhar mais abrangente com ações profícuas e que possibilitem a eficiente inclusão dos grupos historicamente excluídos e subalternizados, dentre eles negros e indígenas.

Em recente pesquisa negros são números qualitativos no diagnóstico da exclusão digital.
Recomendamos, ainda a efetivação de nos próximos editais a inclusão de propostas de pesquisas cientificas que possibilitem autonomia e impacto real na qualidade de vida,da sociedade, com as especificidades dos grupos historicamente excluídos.
Recomendamos a elaboração de um maior número de editais de Cooperação Internacional com os países africanos de língua portuguesa estabelecendo um processo de cooperação com estes países refletindo sobre as políticas da exclusão sócio-histórica da população negra.

 

Recomendar aos editais voltados para as populações tradicionais (comunidades quilombolas, religiões de matriz-africana, etc.) o retorno dos resultados obtidos, visando o fedbeck social.

 

Recomendar aos Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia, os antigos CEFETS o cumprimento determinado pelo Ministério de Educação para inclusão da educação anti-racista prevista na Lei Federal nº 10.639-03, que garante o estudo da história de África e dos afro descendentes no currículo escolar de todas as áreas do conhecimento.
Por fim afirmamos que pensar ciência é repensar paradigmas na promoção da real inclusão da sociedade.

 

 

Fonte: CADAMINUTO

+ sobre o tema

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um...

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda...

para lembrar

Obama invoca a segurança nacional para bloquear fotos de Bin Laden

  Após três dias de reflexão, o presidente Barack Obama...

TSE mantém cassação de vereadores por fraude na cota de gênero

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta terça-feira (25)...

O ídolo Michael Jackson bem debaixo de nossos pés

Fonte: Terra - Chega à estação Paraíso do metrô de...

Movimentos sociais terão agenda intensa em maio

A Jornada de Lutas da Juventude Brasileira pretende pautar...

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança e ganham menos que os homens ao desempenhar a mesma função, apesar destes indicadores registrarem...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as raízes africanas do movimento que culminou na queda da ditadura em Portugal. O 25 de abril...

IBGE: número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave em SP cresce 37% em 5 anos e passa de 500 mil famílias

O número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave no estado de São Paulo aumentou 37% em cinco anos, segundo dados do Instituto...
-+=