Casos de nazismo e racismo constrangem Fifa

Torcedor que invadiu o campo traria mensagens neonazistas

A Fifa afirmou neste domingo que vai apurar os casos de racismo e nazismo que teriam ocorrido durante o jogo entre Alemanha e Gana. Nas redes sociais foram compartilhadas fotos de torcedores com o rosto pintado de preto e com uma camisa branca com o nome do país africano.

Em outro momento, este mais visível por todos que assistiam à partida, foi a invasão de campo que ocorreu aos 7 minutos do segundo tempo. Um rapaz ainda não identificado paralisou a partida, tirou a camisa e mostrou vários desenhos no corpo, principalmente as letras HHSSCC.

A imprensa internacional está sugerindo que os símbolos têm conotação nazista já que o duplo HH seria referência à saudação Heil Hitler e SS à tropa de elite nazista. Outra versão é que os números seriam de telefone e as letras endereço de e-mail do invasor que estaria em busca de emprego temporário no Brasil.

O torcedor foi retirado de campo pelo ganês Sulley Muntari e até o momento não se tem informações oficiais sobre o nome do invasor, apenas que seguranças o encaminhou para as autoridades policiais.

– Ainda não recebemos o relatório das pessoas envolvidas no jogo. E, se for o caso, vamos abrir investigação. Temos posição forte, e o caso está sendo analisado, afirmou o responsável pela comunicação da Fifa, Delia Fischer.

O Comitê Europeu de Anti-discriminação havia reclamado contra a Fifa pelas várias faixas com slogans neonazistas espalhadas pelo estádio durante o confronto entre Rússia e Croácia.

– Se algo assim for visto, ele será removido. Temos claramente tolerância zero a qualquer forma de discriminação, completou Fischer.

Torcedores com rostos pintados serão investigados pela Fifa por racismo

fonte:Cenario Mt

 

+ sobre o tema

Os sete mitos das eleições 2014

Mais perenes do que qualquer partido ou movimento político,...

Intolerância Religiosa e 20 de Novembro dia da Consciência Negra

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou em...

Lula defende aulas de educação sexual e combate ao racismo nas escolas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu, neste...

para lembrar

Turbante e cocar: Dia da Mulher para quem? Dia da Mulher para quê?

"Na minha aldeia mora uma cabocla, eu não sei...

Afroempreendedorismo em foco no mercado financeiro Americano

Executivo negro de maior prestígio no JP Morgan Chase,...
spot_imgspot_img

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....
-+=