Classe C começa a ser mais da metade no Brasil

Participação das famílias de classe média cresceu de 50,45% para 55,05% neste ano

As famílias com renda entre R$ 1.200 e R$ 5.174 não param de crescer no Brasil. Em 2009, elas representavam 50,45% da população brasileira e neste ano passaram para 55,05%, ou seja, mais da metade das famílias do país,segundo um levantamento feito pela Fundação Getúlio Vargas a partir dos dados da PNAD (Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios) e PME (Pesquisa Mensal de Emprego) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em números absolutos, são 100,5 milhões de brasileiros nesta faixa de renda. Entre 2003 e 2011, 39,6 milhões de pessoas ingressaram nessa classe média, sendo que somente desde 2009 houve uma alta de 9,12% na proporção de pessoas pertencentes a este grupo. Somente no último ano foram 3,7 milhões de pessoas que entraram na classe média.

Se forem consideradas as famílias mais ricas, o crescimento na participação é ainda maior. De 2003 até maior deste ano, 48,8 milhões de pessoas entraram nas classes A, B e C, o equivalente a população da Espanha, um crescimento de 47,94%.

Parte desse resultado é atrelado à diminuição de pessoas na classe D (com renda entre R$ 751 até R$ 1.200). Nos últimos oito anos, foram 8 milhões de pessoas que saíram dessa faixa de renda.

Os brasileiros mais ricos, no entanto, foram os que mais cresceram em termos de participação. Entre 2003 e 2009, 6,6 milhões de pessoas foram incorporados a este grupo. Atualmente, 22,5 milhões de pessoas estão no topo da pirâmide.

Baseado na Pesquisa Mensal de Emprego, a classe média manteve o crescimento de 2,5% e 3,2% no mês de maio, enquanto as classes A e B (com renda superior a cerca de R$ 5.000) foram as mais instáveis, ainda sobre o reflexo da crise econômica de 2008 que atingiu em cheio essa faixa de renda. No intervalo de 12 meses encerrado agora em maio de 2011, no entanto, a velocidade de crescimento foi de 7,7%.

 

Fonte: R7

+ sobre o tema

ELIANE BRUM: Como se fabricam crianças loucas

Os manicômios não são passado, são presente. Uma...

Brazil Progresso vs. Brasil Parasita ?

Por: Vitor Miranda Eu não gosto de comentar futebol junto com...

Combater desastres demanda análise de projeções climáticas

Em 1993, o número de desastres geológicos, hidrológicos, meteorológicos,...

Sem Multas: Liminar suspende propaganda partidária do PSDB em São Paulo com Serra

Uma liminar suspendeu nesta sexta-feira a veiculação da propaganda...

para lembrar

PF faz busca e apreensão na residência de Eduardo Cunha

Polícia Federal está na porta da residência oficial da...

Campanha eleitoral “vitaminou” xenofobia no Brasil, analisa juiz

Não se pode dizer, ainda, que as agressões...

David Miranda entra na lista da TIME de 10 líderes da nova geração

O deputado federal brasileiro é descrito pela revista americana...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=