Coletiva Negras que Movem

O Portal Geledés inaugura hoje, 25 de julho – Dia Internacional da Mulher Negra latino-americana e Caribenha, a seção Coletiva Negras que Movem, integrada à área colaborativa “Guest Post”, que divulgará os artigos de integrantes do Programa de Aceleração do Desenvolvimento de Lideranças Femininas Negras: Marielle Franco, do Fundo Baobá.

A iniciativa é resultado da demanda de 23 integrantes do Programa ao Portal Geledés, que requisitaram um espaço para publicação de suas produções, de reverberação de seus trabalhos e pesquisas, ação que já vislumbra o comprometimento delas com o fortalecimento de suas capacidades políticas e técnicas, e de articulação com as organizações da sociedade civil. A coluna Coletiva Negras que Movem se inicia com o artigo de Luciane Reis – Autocuidado e bem viver: Algo muito distante das periferias refém de Salvador- Bahia.

Bem vindas Coletiva Negras que Movem!

 

Leia o primeiro texto

Autocuidado e bem viver: Algo muito distante das periferias refém de Salvador- Bahia

+ sobre o tema

para lembrar

Black Lives Matter, epistemicídio e o que nós da Psicologia temos a ver com isso?

O movimento negro no Brasil como refere a pesquisadora...

Alerta máximo na educação: o que há por trás da violência nas escolas?

A cada noticiário de violência que tem como cenário...

Cultura- Desafio cotidiano da periferia negra

A Economia da Cultura é responsável por mais de...

Sobre futuros colecionáveis

Trabalho com tendências futuristas, tecnologia e inovação social. Muito...

Um convite especial: vamos à Bienal do Livro da Bahia?

Desde que publiquei meu primeiro livro, o Negra Sou, finalista do Prêmio Jabuti 2020, as minhas lembranças junto às bienais do livro têm ganho...

Refletindo sobre a Cidadania em um Estado de Direitos Abusivos

Em um momento em que nos vemos confrontados com atos de violência policial chocantes e sua não punição, como nos recentes casos de abuso...

Competência Feminina Negra diante de Chefes e Colegas de Trabalho Negros: Desafios e Reflexões

Hoje, mês da consciência negra, não focalizaremos no racismo perpetrado pelos brancos, mas sim direcionaremos nossa atenção para nós mesmos. Vamos discutir as novas...
-+=