Guest Post »

Com livros encontrados no lixo e nas ruas, Cícero Pereira Batista se torna médico em Brasília

Livros encontrados no lixo e nas paradas de ônibus transformaram a vida de jovem da periferia de Brasília

Recém formado em medicina, Cícero Pereira Batista, 33 anos, é um exemplo de brasileiro que  com criatividade e força de vontade que consegue superar as dificuldades encontradas ao longo da vida.

Nascido em Brasília, orfão de pai aos três anos de idade, ele cresceu vendo a mãe se afundar no alcoolismo e o irmão mais velho se perder para as  drogas e ser preso por tráfico. Desde cedo, Cícero precisou aprender a cuidar de si próprio e da irmã mais nova.

Sem opções, saía pelas ruas em busca de comida, revirava lixos para encontrar um pedaço de pão, ou até mesmo  alimento já estragado.  Era a única alternativa para resolver o problema da fome.

E foi no lixo que tudo começou. Lá, além de comida, encontrava também vinis e livros. Assim conheceu as obras de Bethoven e Bach que levava para ouvir na vitrola do vizinho, enquanto os  livros foram a base para que ele conseguisse um bom desempenho na escola.

Com a ajuda dos amigos e professores, ingressou  no ensino técnico de enfermagem. Passou no concurso da Secretaria de Saúde para técnico em  enfermagem e foi trabalhar no HRT (Hospital Regional de Taguatinga).

O esforço foi tão grande, que lhe rendeu um bom desempenho no Enem conseguindo assim uma bolsa para estudar medicina em uma faculdade particular de Brasília, cidade na qual nasceu e cresceu. Hoje, Cícero exibe com orgulho o diploma pelo qual tanto batalhou.

 

Catraca Livre

Related posts