Comitê Estratégico apresenta propostas contra o racismo

O Comitê Estratégico, comandado pelo presidente da FIFA, Joseph S. Blatter, foi convocado nesta sexta-feira para uma reunião na sede da organização. Entre os diversos temas da agenda estavam duas questões fundamentais para a entidade: a luta contra o racismo e a proteção do futebol contra a manipulação de resultados. Os participantes, representando os diferentes setores do futebol, concluíram o encontro com a elaboração de propostas concretas para deliberação do Comitê Executivo da FIFA na reunião dos próximos dias 20 e 21 de março.

“Hoje, os membros do Comitê Estratégico demonstraram mais uma vez que a comunidade do futebol está unida em nossa política de tolerância zero contra o racismo e a manipulação de resultados”, disse o presidente da FIFA. “Estou muito satisfeito com as ideias que foram debatidas hoje e ansioso pelas deliberações do Comitê Executivo no mês que vem. O objetivo é apresentar propostas concretas ao Congresso da FIFA nas Ilhas Maurício, em maio, além de punições rigorosas que tenham verdadeiro impacto.”

Nesse contexto, a FIFA reitera que sua posição está claramente definida no artigo 3º de seu Estatuto: “Discriminação de qualquer tipo contra país, indivíduo ou grupo de pessoas em razão de etnia, sexo, língua, religião, posição política ou qualquer outro motivo é estritamente proibida e punível com suspensão ou expulsão.”

Recentemente, na 62ª edição do Congresso da FIFA, realizada nos dias 24 e 25 de maio de 2012, em Budapeste, capital da Hungria, foi aprovado o Código de Conduta da FIFA, ponto fundamental do atual processo de reforma da entidade máxima do futebol. No parágrafo 3º do artigo 3º, o Código afirma: “Tolerância zero com a discriminação e a perseguição: estamos comprometidos com a diversidade cultural. Não será tolerada qualquer discriminação em razão de raça, etnia, origem, cor de pele, nacionalidade, religião, idade, sexo, língua, aparência física, orientação sexual e opinião política, ou envolvimento em qualquer tipo de assédio físico ou verbal”.

A reunião desta sexta-feira também discutiu o uso da Tecnologia da Linha do Gol, o calendário de jogos entre seleções, a luta contra o doping, o seguro global para jogadores e o programa FIFA PERFORMANCE, concebido para a gestão estratégica de futebol de acordo com as necessidades das federações afiliadas.

 

 

Fonte: Fifa

+ sobre o tema

Comissão diz que não houve ato ilícito da Justiça ao algemar advogada negra

Desembargador também inocentou a juíza que pediu a prisão...

GCM deve mudar e ter caráter ‘comunitário’, afirma Haddad

O prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou que a Guarda...

para lembrar

Estamos engrandecendo o encarceramento sem nenhum impacto na criminalidade

Parte significativa do encarceramento é responsabilidade dos juízes. É o...

27% das mulheres nordestinas já sofreram violência doméstica

Segundo uma pesquisa apresentada no auditório da representação da...
spot_imgspot_img

Prisão de torcedores deveria servir de exemplo para o futebol brasileiro

A condenação de três torcedores racistas na Espanha demonstra que, apesar da demora, estamos avançando em termos de uma sociedade que quer viver livre...

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...
-+=