Conectas recebe defensores de direitos humanos de 30 países da África, América Latina, Ásia e Leste Europeu

 

O XI Colóquio Internacional de Direitos Humanos, organizado pela Conectas, acontece entre os dias 5 e 12 de novembro, em São Paulo/Brasil. Para esta edição, foram selecionados 50 ativistas de direitos humanos de 30 países da África, América Latina, Ásia e Leste Europeu. O evento conta ainda com palestrantes e observadores de todo o mundo.

O tema desta edição é “Implementação das Decisões e Recomendações Regionais e Internacionais de Direitos Humanos”. Para tratar do impacto local das Nações Unidas e dos sistemas regionais de direitos humanos, serão abordados temas diversos, como os direitos das pessoas com deficiência, sistema prisional brasileiro e violações cometidas por empresas.

Segundo o coordenador de Pesquisa e Formação da Conectas, Thiago Amparo, “em uma época de grandes questionamentos sobre a eficácia da ONU e sistemas regionais de direitos humanos, pretendemos analisar o impacto real desses órgãos na proteção dos direitos humanos no âmbito local e impulsionar um debate crítico na sociedade civil sobre a relevância e obstáculos enfrentados nesses sistemas”. As atividades incluem palestras, grupos de trabalho e um fórum aberto para discussão organizado pelos próprios participantes.

Dentre os palestrantes estão Paulo Sérgio Pinheiro, que preside a Comissão de Inquérito da ONU para investigação de abusos na Síria, e Mario Coriolano, do Subcomitê para Prevenção à Tortura da ONU. James Goldston, da Open Society Justice Initiative, e a Relatora Especial da ONU para Pobreza Extrema e Direitos Humanos, Magdalena Sepúlveda, participam por meio de vídeo. Os participantes também terão a oportunidade de saber mais sobre o processo de transição à democracia no Brasil durante a visita ao Memorial de Resistência de São Paulo, que será precedida de um debate sobre o papel da futura comissão da verdade no Brasil e seus pares no resto do mundo.

Assim como nas edições anteriores, espera-se que a dinâmica do Colóquio produza um diálogo horizontal entre os palestrantes e participantes, além de criar um espaço para que possam trocar experiências e conhecimento. O Colóquio busca contribuir para a formação de novas redes de colaboração entre os ativistas de direitos humanos do Sul Global e fortalecer aquelas já existentes.

Neste ano, o Colóquio será também traduzido simultaneamente para o francês! Até 2010, as línguas oficiais do encontro eram português, inglês e espanhol. A inclusão da língua francesa possibilitou que ativistas de países francófonos também participassem do evento. Pela primeira vez, teremos a presença de pessoas da Argélia, Burkina Faso, Camarões e Marrocos.

O encontro conta com o apoio da Open Society Foundations, Fundação Ford, John D. & Catherine T. MacArthur Foundation, Sigrid Rausing Trust, The Channel Foundation e Embaixadas da Austrália, França, Irlanda e Suíça no Brasil, e a parceria com a Escola de Direito de São Paulo – Fundação Getúlio Vargas

Veja os depoimentos dos participantes do evento de 2010.

 

 

Fonte:  Conectas

+ sobre o tema

População de bairros pobres e distantes têm menos postos de vacinação em Curitiba (PR)

Regiões populosas de Curitiba têm recebido menos doses da vacina contra o coronavírus e têm...

A milenar arte de educar dos povos indígenas

Por: Daniel Munduruku Educar é dar sentido. É dar sentido...

Regimento impõe redução de número de delegados a SP

Fonte: Suzano por uma Comunicação mais Democrática - ...

para lembrar

Violência e tensão antes da ocupação militar das favelas da Maré

O Coletivo Vinhetando publicou reportagem que ilustra como foi...

Dez informações sobre a saúde e a medicina em Cuba

  Por Marco Weissheimer O jornalista Marco Weissheimer, do...
spot_imgspot_img

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...

Nota pública do CONANDA contrária ao Projeto de Lei 1904/2024

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA, instância máxima de formulação, deliberação e controle das polícas públicas para a...

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...
-+=