Conheça cinco formas de combater o racismo na infância

A Fundação Cultural Palmares divulgou em sua página na rede social facebook cinco formas que, se bem trabalhadas na infância pode contribuir de fato e de direito para termos pessoas com respeito às diferenças étnica-raciais e com um sentimento de pertencimento

por Nicolau Neto  Do Informacoes em Foco

Divulgação/Fundação Cultural Palmares

São formas e atitudes que devem nortear os pais na educação dos filhos para o combate a um dos maiores cânceres sociais que emergiu no Brasil desde sua invasão no século XVI, que estão abaixo elencadas:

  1. Eduque as crianças para o respeito à diferença. Ela está nos tipos de brinquedos, nas línguas faladas, nos vários costumes entre os amigos e as pessoas de diferentes culturas, raças e etnias. As diferenças enriquecem nosso conhecimento.
  1. Valorize e incentive o comportamento respeitoso e sem preconceito em relação à diversidade étnico-racial.
  1. Ajude a escola de seus filhos a adotar a postura de ensinar sobre a história e a cultura da população negra e sobre como enfrentar o racismo.
  1. Proporcione e estimule a convivência de crianças de diferentes raças e etnias nas brincadeiras, nas salas de aula, em casa ou em qualquer outro lugar.
  1. Não deixe de denunciar. A discriminação é uma violação de direitos.

+ sobre o tema

USP, até quando para tão poucos?

Por: DANTE PEIXOTO, JOANA SALÉM e PAULO TAUYR  ...

Campanha Nacional pelo Direito à Educação – Posicionamento Público

"O direito à educação das crianças é o seu...

Preconceito nos livros

O preconceito é uma característica comum dentro na...

para lembrar

SISU: Matrícula de aprovados na 1ª etapa da seleção do Enem termina sexta

A matrícula dos aprovados na primeira etapa do Sisu...

Mãe de aluna agride professora em escola de SC

Mulher se revoltou por filha ter sido liberada antes...

Greve dos Professores

"Não sou professor do Estado, nunca estudei em escola...

MEC divulga datas para inscrições no Sisu. Veja as datas

O ministério afirma que haverá três chamadas subsequentes após...
spot_imgspot_img

Faculdade de Educação da UFRJ tem primeira mulher negra como diretora

Neste ano, a Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) tem a primeira mulher negra como diretora. A professora Ana...

O que a proibição de livros nos diz sobre o futuro que nos aguarda

Reportagem da Agência Pública mostrou que existe um movimento coordenado para barrar a entrada de determinados livros no sistema prisional de Minas Gerais. Apenas títulos...

Encontro anual do SETA definiu ações e estratégias para uma educação antirracistae emancipatória.

Geledés - Instituto da Mulher Negra participou do planejamento anual Projeto SETA  (Sistema de Educação Por Uma Transformação Antirracista) em Paraty, Rio de Janeiro....
-+=