MEC reabre sistema do Fies para novos alunos dia 23, não anuncia outras mudanças

SÃO PAULO (Reuters) – O Ministério da Educação informou nesta quinta-feira que será aberto no próximo dia 23 o sistema para novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), confirmando apenas uma das expectativas do mercado que fizeram as ações do setor disparar mais de 10 por cento.

Por Paula Arend Laier e Juliana Schincariol no R7

Divulgação/FIES

Os papéis saltaram na Bovespa com apostas de que o ministro da Educação, Cid Gomes, anunciaria também mudanças nas novas regras para a concessão de financiamentos do Fies, mais especificamente data para a volta das recompras mensais de créditos do Fies para 2016 ou 2017, o que não se confirmou.

No fechamento da bolsa, antes da divulgação do comunicado do MEC, a ação da Kroton disparou 14,5 por cento e Estácio subiu 10,6 por cento. Ser Educacional e Anima Educacional valorizaram-se em 14,35 e 10 por cento, respectivamente.

O MEC disse que o Sistema Informatizado do Fies (SisFies) ficará aberto até o dia 30 de abril e que podem recorrer ao financiamento estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério.

O presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (Abmes), destacou que um atraso maior na abertura do sistema “poderia comprometer o semestre de vários alunos (…) já que não possuem recursos para arcar com a mensalidade”.

Em relação às demais demandas das empresas, como a questão da recompra mensal dos créditos, a diretora-executiva da Associação Brasileira para o Desenvolvimento da Educação Superior (Abraes), Elizabeth Guedes, afirmou estar aguardando pronunciamento do ministro.

No final do ano passado, entre as novas regras do Fies, o MEC estabeleceu que as empresas com mais de 20 mil alunos usando empréstimos do fundo poderão vender seus créditos do programa em um intervalo mínimo de 45 dias, ante 30 anteriormente.

Guedes afirmou que a Abraes segue negociado com o ministério, mas não quis informar a pauta de reivindicação. A entidade representa Kroton, Estácio, Ser Educacional, Anima entre outras empresas de ensino.

Procurada, a assessoria de imprensa do MEC afirmou que mudanças nas novas regras para concessão de financiamentos não serão divulgadas nesta quinta-feira.

None

 

+ sobre o tema

Secretaria da Educação exclui de avaliação estudantes de escolas ocupadas em SP

Para alunos e professores, avaliação perderá "legitimidade", já que...

UFG abre concurso com mais de 100 vagas para professores

A Universidade Federal de Goiás (UFG) anunciou que vai...

Sobre ser o suficiente

Já faz alguns dias que não me sai da...

Quatro em cada dez adultos que retomam os estudos abandonam seus cursos

Fonte: UOL Educação Por Simone Harnik Foto: Getty Images Concluir os estudos de...

para lembrar

Estudantes usam a arte como instrumento de combate ao racismo

Os estudantes do Colégio Estadual Severino Vieira, no bairro...

Como o feminismo pode cair nas competências do Enem 2015

Conheça como esse movimento que ganha cada vez mais...

Consciência negra na Educação e na escola (para além de novembro)

Pra que se desenhe um programa que lute contra...

‘Apenas a elite de São Paulo e do país tem acesso à USP’

Aluno de geografia elaborou estudo sobre composição racial da...
spot_imgspot_img

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção às mulheres, divulgação de livros, sites, materiais sobre a valorização do feminino, ainda há muito...

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...

Sisu 2024 aprovou mais de 239 mil candidatos, segundo MEC

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta quarta-feira (7/2), que 239.872 candidatos foram aprovados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2024 para ocupar vagas nas universidades públicas...
-+=