Consciência negra é mudança. Mudança para o novo

Ao longo de nossa história recente, diversos movimentos sociais construíram diferentes bandeiras de luta como parte do fortalecimento de suas ações. O movimento negro não fugiu deste processo ao constituir para si o lema dinâmico da “Consciência Negra”. O tema trouxe para o cenário cultural e político brasileiro a questão da identidade, não enquanto um processo estático, imutável e essencialista, mas como uma identidade que está em constante dinamismo social, sobretudo porque considerou que a identidade tem que ser processada no cotidiano, na relação entre os iguais e os diferentes.

Texto: Dagoberto Fonseca / Ilustração: Vinicius de Araújo, no Alma Preta

A “Consciência Negra”, desta maneira, não é um meio de introspecção, de preenchimento do eu, do ensimesmamento de um sujeito sociocultural e histórico, pautado pela psicologia ou psicanálise, mas sim o contrário, pois advoga o encontro consigo e com o outro. A “Consciência Negra” necessita se enraizar cada vez mais de modo dinâmico e voltado para fora com o intuito de provocar mudanças no quadro social. Ou seja, a sua base é a constituição de uma nova maneira de ver, perceber, sentir e se posicionar no mundo. Esta consciência exige mobilidade e arregimentação para fazer da identidade a diferença, ou seja, não objetiva a construção da mera contradição ou contraste, mas sim do novo.

 

Prof. Dr. Dagoberto José Fonseca, docente da Faculdade de Ciências e Letras, Campus de Araraquara, UNESP. Coordenador do Centro de Culturas e Línguas Africanas e da Diáspora Negra (CLADIN) e do Laboratório de Estudos Africanos, Afro-Brasileiros e da Diversidade (LEAD), Supervisor do Núcleo Negro da UNESP para Pesquisa e Extensão (NUPE) da mesma faculdade.

+ sobre o tema

Graduado em marginalidade

Peripécias de minha infância arranca lágrimas e sorrisos, lembranças...

Processo de adesão: Os 36 anos de Movimento Negro Unificado – MNU

Militante da luta racial em Porto Alegre nos anos...

‘Vou sempre apoiar e incentivar diretores negros’,diz Spike Lee

Spike Lee venceu o Grande Prêmio do Júri do...

Museu Whitney recorre a acervo para contar história do ativismo nos EUA

Instituição em Nova York exibe obras sobre protestos raciais,...

para lembrar

Seymour Drescher – Abolição – Uma história da escravidão e do anti-escravismo

Seymour Drescher – Abolição – Uma história da escravidão...

Dirigido por Lázaro Ramos, Namíbia, Não! comemora 10 anos com temporada especial em SP na Semana da Consciência Negra

O premiado espetáculo Namíbia, Não!, inspiração do filme Medida Provisória, desembarca...

Mia Farrow desmente Campbell e diz que modelo sabia origem do diamante

A atriz Mia Farrow desmentiu nesta segunda-feira, em depoimento...

“O topo da montanha” não é sobre Luther King

A peça dirigida por Lázaro Ramos e escrita por...
spot_imgspot_img

Festival literário propõe amor e diversidade como antídotos ao extremismo

O Festival Literário Internacional de Paracatu - Fliparacatu - vai colocar no centro do debate o amor, a literatura e a diversidade como pilares...

Oito em cada dez quilombolas vivem com saneamento básico precário

De cada dez quilombolas no país, praticamente oito vivem em lares com saneamento básico precário ou ausente. São 1,048 milhão de pessoas que moram...

O atleta negro brasileiro que enfrentou o nazismo nas Olimpíadas de 1936

A poucos dias da abertura dos Jogos Olímpicos de Paris, em uma Europa cada vez mais temerosa com a agenda política de forças alinhadas...
-+=