Consciência Negra: Parque memorial Quilombo dos Palmares recebe homenagem em selo

Os Correios lançam, na próxima segunda-feira (19), edição especial de selos homenageando o Parque Memorial Quilombo dos Palmares, primeiro e único parque temático sobre a cultura negra do país. O lançamento acontece na União dos Palmares, em Alagoas.

No dia 20 de novembro é comemorado o Dia da Consciência Negra em todo o país. Neste dia, no ano de 1695, morreu Zumbi, líder do quilombo e maior representante da luta contra a escravidão no período do Brasil colonial.

A imagem é uma panorâmica do parque, localizado na Serra da Barriga (AL). Foram ilustradas a Muxima de Palmares (Coração de Palmares), em homenagem aos comandantes-em-chefe que formavam o conselho deliberativo da comunidade; a Onjo Cruzambê (Casa do Campo Santo), espaço de apoio às práticas das religiões de matriz africana; uma oca indígena, representando a cultura dos primeiros habitantes da serra, e duas figuras femininas simulando as práticas religiosas desse espaço sagrado.

A arte é de Luciomar de Jesus e a técnica utilizada foi pintura. Os selos terão tiragem de 300 mil exemplares, com valor facial de R$1,20 cada. Também serão emitidos três mil cartões-postais com a ilustração.

A comercialização vai até 31 de dezembro de 2015 e as peças podem ser adquiridas na loja virtual (www.correios.com.br/correiosonline), na Central de Vendas à Distância ([email protected]) e nas agências dos Correios.

Dia da Consciência Negra

A data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Além da resistência ao sistema escravista, os quilombos foram uma forma coletiva de manutenção da cultura africana. A semana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra.

A criação desta data serve como momento de conscientização e reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação nacional.

+ sobre o tema

15 comentários sobre cabelos que as negras estão cansadas de ouvir

1. É tudo seu? Talvez sim, talvez não. Não é...

Beyoncé participará de show tributo a Michael Jackson

Beyoncé Knowles foi confirmada como uma das atrações...

Todos os seus personagens favoritos de desenho animado são negros

Pernalonga, negro. Scooby-Loo, negro. Elmo, certamente negro. Por SARAH HAGI, do...

para lembrar

Estudo diz que hip hop foi mais revolucionário que Beatles

Acadêmicos da Queen Mary University of London e do...

Líderes brasileiros negros que atuaram ou estudaram em universidades americanas

No Black Achievement Month, conheça alguns dos  líderes brasileiros...

10 raras fotografias de escravos brasileiros feitas 150 anos atrás

Esta publicação é uma pérola, verdadeira uma raridade, creio...

Taís Araújo e Lázaro Ramos entram em lista de atores afro-latinos da IndieWire

Aconteceu na surdina. Ao entrar em um debate pautado...
spot_imgspot_img

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...
-+=