sábado, novembro 27, 2021
InícioQuestões de GêneroLGBTQIA+Crime bárbaro em SC: jovem gay sofre estupro coletivo e é tatuado...

Crime bárbaro em SC: jovem gay sofre estupro coletivo e é tatuado à força com palavras homofóbicas

Jovem ainda sofreu tortura com objetos cortantes e foi internado em estado grave; polícia trata o caso como crime de ódio

Um crime bárbaro ocorrido em Florianópolis (SC) vem mobilizando a comunidade LGBT. Um jovem de 22 anos sofreu um estupro coletivo de três agressores, foi agredido, torturado e ainda teve seu corpo tatuado à força com palavras homofóbicas.

O caso aconteceu na última segunda-feira (31) na região central da capital catarinense e foi divulgado nesta sexta-feira (4) pela página Universo LGBTQIA+ no Instagram. A ocorrência, inicialmente registrada na Delegacia de Polícia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI), foi encaminhada para a 5ª Delegacia de Polícia de Florianópolis e as investigações ocorrem sob sigilo para preservar a integridade da vítima.

Segundo a polícia, três homens estupraram o jovem homossexual e o violentaram inserindo objetos cortantes em seu ânus, além de tatuá-lo à força. A vítima está internada em estado grave e os criminosos ainda não foram localizados.

Em nota divulgada nesta sexta-feira (5), a Ordem dos Advogados do Brasil seccional Santa Catarina (OAB-SC) divulgou uma nota em repúdio ao crime bárbaro e manifestando apoio e solidariedade ao jovem agredido.

“As Comissões estão diligenciando esforços, junto às delegacias especializadas e entidades de proteção à comunidade LGBTQI+, para obtenção de informações sobre a apuração da autoria do crime e no auxílio jurídico e atenção aos familiares da vítima, manifestando, desde já, toda a solidariedade”, diz um trecho do texto.

Confira a íntegra da nota aqui.

RELATED ARTICLES