Curso gratuito: “Produção intelectual de mulheres negras”

Uma história pode ser contada por meio de diversas versões. Na versão “oficial” da história do Brasil a trajetória das mulheres negras é pouco evidenciada, contudo, este curso apresentará uma cronologia de alguns períodos da história política brasileira com enfoque na trajetória das mulheres negras.

 

O curso acontecerá na plataforma de educação à distância Moodle e contará com recursos interativos de vídeos, chat e fóruns de debates que permitem a troca de conhecimento e um rico diálogo sobre a realidade da mulher negra e a sua produção intelectual.

 

O curso está dividido em oito módulos, sendo que os sete primeiros farão referência a um período histórico brasileiro e o oitavo será uma web-conferência. Em cada módulo haverá textos e atividades que deverão ser realizadas no prazo de até quatro dias. Os textos serão descritivos e informativos. Cada turma contará com no máximo 60 participantes e será acompanhada por uma tutora (ou tutor).

 


Nível 1

Trajetória das mulheres negras na história do Brasil

Conteúdo programático

Módulo I

Contando o conto sem retirar um ponto: a mulher africana e a colonização brasileira

Módulo II

Independência sem morte? A mulher negra e a luta pela liberdade no Brasil Imperial

Módulo III

Áurea das Yayás: a mulher negra no pós-abolição

Módulo IV

Talhando o leite sem queimar o café: a mulher negra e a identidade nacional

Módulo V

Engrossando o caldo: movimentos de mulheres negras no pós-ditadura militar

Módulo VI

Existir para resistir: rumos apontados pelo feminismo negro

Módulo VII

Orgulho para ancestralidade: panorama contemporâneo das mulheres negras

Módulo VIII

Web-conferência com Dra. Sueli Carneiro

Tema: História de resistência: construção de novos caminhos estratégicos para avanços práticos

Inscreva-se já, as vagas são limitadas e o curso é totalmente gratuito.

 

 

Fonte: Lista Racial

+ sobre o tema

Elza Soares: “Ainda me machuca a perda dos meus quatro filhos”

Após mais de 60 anos de carreira, Elza Soares...

Matemática, “Frozen” e Yemanjá se unem na arte negra de educar na Bahia 

"Toda dança tem história e toda história é sagrada"....

Casos de feminicídio na Bahia chamam atenção para como identificar relações patológicas

Mortes por violência domesticas avançam na Bahia. Do Mídia Bahia  O ano...

Sou quilombola

Parte das terras da Fazenda Soares, que pertencera a...

para lembrar

16 Mulheres Negras saem delegadas na Conferência de Políticas para as Mulheres do Amapá

A III Conferencia Estadual de Políticas para as Mulheres...

Casal gay é espancado por 15 homens dentro de vagão do metrô de São Paulo

Raphael Martins, de 20 anos, sofre fratura no nariz...

Teologia feminista: Deus tem gênero?

Se procurarmos por teologia feminista na wikipédia surge-nos a...

Atletas transgêneros têm de ser incluídos no esporte, diz Federação Internacional de Vôlei

Para comissão médica a participação de transgêneros é fundamental,...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=