Davos 2016: Biden lamenta que gays e transgêneros sejam tratados como ‘cidadãos de segunda classe’

O vice-presidente americano, Joe Biden, ficou visivelmente exaltado numa discussão sobre a importância dos direitos LGBT nesta semana.

Por Alana Horowitz Satlin, do Huffington Post

Falando na mesa redonda sobre o tema na reunião anual do Fórum Econômico Mundial, em Davos, Suíça, o vice lamentou que as pessoas abertamente gays ou transgêneras ainda são tratadas como cidadãos de segunda classe num mundo todo.

“A população LGBT enfrenta violência, assédio, tratamento desigual, maus-tratos da polícia, maus cuidados de saúde, isolamento – sempre em nome da cultura. Estou farto da cultura. É sério”, disse ele, batendo a palma da mão na mesa. “A cultura não justifica discriminação nua e crua ou violações dos direitos humanos. Não há justificação cultural. Nenhuma. Nenhuma. Nenhuma.”

Biden disse ter confrontado pelo menos quatro chefes de estado de países em que as pessoas são perseguidas por causa de sua sexualidade. Ele não disse quem são esses líderes, mas a homossexualidade é ilegal em pelo menos 75 países representados em Davos.

O vice tem sido um grande defensor dos direitos dos gays na Casa Branca. Em 2012, ele anunciou publicamente seu apoio ao casamento de pessoas do mesmo sexo – uma decisão que muitos suspeitam tenha levado o presidente Barack Obama a fazer um anúncio semelhante três dias depois.

Mais recentemente, ele ajudou o governo americano a pressionar por uma nova legislação abrangente para proteger a população LGBT da discriminação.

“Quando você se manifesta, muda os termos do debate”, disse ele ao grupo em Davos.

A discussão foi promovida pela Human Rights Campaign, em parceria com a Microsoft e a SkyBridge Capital.

+ sobre o tema

Homofobia na UFCA e o ódio o feminino – Por Jarid Arraes

Discursos de ódio e casos de racismo, homofobia e...

Filha de Raúl Castro lidera conga anti-homofobia em Havana

Fantasiados de havaianas e abraçados em bandeiras com as...

Pastor que fazia ‘cura gay’ é preso por abuso sexual de dois homens

Reverendo Ryan J. Muehlhauser pode pegar até dez anos...

Homofobia e violência no Sukiya

Jovem foi intimidado e agredido por garçom do restaurante...

para lembrar

“Brasil vai à idade das trevas ao excluir gays do Estatuto da Família”

Para deputada Erika Kokay, comissão tem “o único objetivo...

Edital 2015 do Frida recebe inscrições

Estão aberta as inscrições para a edição deste ano...

Temos que ser escravos da normatividade?

Pare por um minuto e se imagine em um...

‘As Bahias e a Cozinha Mineira’ e a discussão de gênero nos espaços públicos

A música é uma grande aliada para discutir padrões,...
spot_imgspot_img

Barroso determina que transgêneros cumpram pena em prisões femininas

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, determinou liminarmente, nesta quarta-feira (26/6), que presidiárias transgêneros identificadas com o sexo feminino poderão cumprir pena...

Um crime de ódio é registrado a cada 12 horas na cidade de São Paulo

A Polícia Civil registrou um crime de intolerância a cada 12 horas na capital entre janeiro de 2016 e agosto deste ano. Ataques de...

Taís Araújo recebe título de defensora de Direitos das Mulheres Negras

No posto, a atriz terá a missão de apoiar iniciativas da organização no combate ao preconceito no Noticia aos Minutos Conhecida por levantar a bandeira da...
-+=