Defensoria comemora Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa com lançamento de cartilha informativa



“Garantir a liberdade religiosa não é um favor, mas uma obrigação de todos e também do Estado”. É com base nesta afirmação que o Núcleo de Combate a Discriminação, Racismo e Preconceito da Defensoria Pública preparou uma cartilha para celebrar o dia 21 de janeiro, Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa.

 O material explica para os leitores o que é religião e liberdade religiosa, quais as obrigações que o Estado e as pessoas têm para garantir que este direito seja respeitado por todos.  “Viver numa sociedade multicultural como a brasileira é respeitar o outro nas suas mais diversas dimensões, inclusive a  religiosa”, informa a cartilha. “O Estado não pode criar obstáculos para o exercício de qualquer religião e deve tomar atitudes para garantir que a liberdade religiosa seja respeitada por todos”, expressa.

 A cartilha ainda diz quais as atitudes que devem ser tomadas em caso de discriminação pela religião ou pela falta dela, bem como os dispositivos legais que podem ser aplicados nesta situação. Por fim, o material traz, ainda, diversas instituições onde as vítimas podem buscar informações e atendimento no Estado de São Paulo.

 

A cartilha começará a ser distribuída nesta quinta-feira, após o tributo ao Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, promovido pelo Fórum Inter-religioso “Para uma cultura de Paz e Liberdade de Crença” e pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. O evento está previsto para começar as 10h, no Espaço da Cidadania André Franco Montoro (Páteo do Colégio n.º 184 – Térreo – Centro – São Paulo/SP).

{rsfiles path=”Defensoria-Publica-do-Estado-de-Sao-Paulo.pdf” template=”default”}

 

+ sobre o tema

Leci Brandão: ‘Não precisamos de cadeias e sim de mais escolas’

"A sociedade não precisa de mais cadeias e sim...

‘Não sou seu filho, sou sua vítima’: o reencontro de jovem com pai que o infectou com HIV

Quando o pai de Brryan Jackson injetou uma seringa...

‘A dor é algo natural para os alunos’, diz professor da Maré

Na sexta-feira (16), dois dias após a morte da...

Aberto concurso para a carreira de diplomata

O Instituto Rio Branco publicou edital do...

para lembrar

Fórum Social 2012: debates, marcha e shows abrem encontro

Na manhã desta terça-feira (24), participantes do Fórum Social...

Ameaças, estupros e prostituição: os impactos do garimpo ilegal para as mulheres

A atividade garimpeira clandestina impacta diariamente a vida dos povos indígenas...

Burnout, abuso de drogas e tentativa de suicídio entram em lista de doenças relacionadas ao trabalho

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (29) uma atualização da...

Negros com hipertensão têm mais dificuldade em tratar a doença do que brancos, aponta Unicamp

Resultado alcançado nos EUA condiz com realidade brasileira, diz...
spot_imgspot_img

País tem 300,8 mil pessoas em situação de rua, mais de 80 mil em SP

Um levantamento feito pelo Observatório Brasileiro de Políticas Públicas com a População em Situação de Rua, da Universidade Federal de Minas Gerais (OBPopRua/POLOS-UFMG), revelou...

Câncer de pênis: Brasil é considerado o país com maior número de casos do mundo; veja os 6 sinais mais comuns da doença

O Brasil é considerado o país com maior incidência de câncer de pênis no mundo, em especial nas regiões Norte e Nordeste. Este tumor representa...

Geledés participa da 54ª Assembleia Geral da OEA

Com o tema “Integração e Segurança para o Desenvolvimento Sustentável da Região”, aconteceu entre os dias 26 a 28 de junho, em Assunção, Paraguai,...
-+=