Defesa de Brittney Griner recorre à sentença de 9 anos de prisão na Rússia

Enviado por / FonteG1, por AFP

Estrela do basquete dos Estados Unidos foi detida em fevereiro, dias antes do início da guerra na Ucrânia, com um vape que continha óleo à base de cannabis. Na semana passada, Griner foi condenada pela Justiça, e Washington estuda troca de prisioneiros com Moscou.

A jogadora de basquete norte-americana Brittney Griner, condenada na Rússia a nove anos de prisão por tráfico de drogas, apresentou recurso contra a sentença nesta segunda-feira (15), anunciaram seus advogados.

“A equipe de defesa de Brittney Griner recorreu contra a decisão do tribunal de Khimki”, que condenou a estrela do basquete mundial no início de agosto, informaram os advogados da atleta no Telegram. A data do processo de apelação não foi determinada.

Considerada uma das melhores jogadoras de basquete do mundo, Griner foi detida em fevereiro em Moscou, pouco antes do início da invasão russa na Ucrânia, com um vape que continha óleo à base de cannabis.

A atleta, de 31 anos, admitiu que estava de posse da substância, alegando que entrou na Rússia com o produto por engano e a utilizava legalmente nos Estados Unidos como analgésico.

A jogadora do Phoenix Mercury viajou à Rússia para disputar o campeonato local antes do início da temporada da WNBA, algo comum entre atletas da liga profissional americana, que geralmente recebem salários maiores no exterior que nos Estados Unidos.

O caso, no entanto, ganhou um tom geopolítico após a crise entre Moscou e Washington pela ofensiva russa na Ucrânia.

Griner está entre os cidadãos americanos detidos na Rússia que o governo do presidente Joe Biden está trabalhando para libertar.

O governo dos Estados Unidos reiterou que apresentou uma “oferta consistente” para obter a liberdade de dois americanos na Rússia, Griner e um ex-oficial militar, Paul Whelan.

No sábado, um diplomata russo confirmou que Moscou e Washington negociam uma possível troca de prisioneiros que envolveria Griner e Viktor Bout, um traficante de armas russo detido nos Estados Unidos.

Bout, que foi preso na Tailândia em 2008, cumpre uma pena de 25 anos de prisão nos Estados Unidos. Seus crimes inspiraram o filme “Lord of War” (“O Senhor das Armas”), no qual o ator Nicolas Cage interpreta um cínico traficante de armas.

+ sobre o tema

SP enquadrou 31 mil negros como traficantes em situações similares às de brancos usuários

Para a polícia de São Paulo, a diferença entre um traficante e...

STF retoma julgamento sobre descriminalização do porte de drogas

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quinta-feira (20)...

STF começa a julgar nesta terça (18) supostos mandantes da morte de Marielle

O Supremo Tribunal Federal (STF) inicia, na tarde desta...

PL antiaborto viola padrões internacionais e ameaça vida, diz perita da ONU

O PL antiaborto viola padrões internacionais de direitos humanos...

para lembrar

Mulheres votaram em Trump apesar de posturas machistas, diz pesquisa

Boca de urna da CNN mostra que 42% das...

Maria Rita Kehl denuncia que foi demitida do Estadão por um ‘delito’ de opinião

Maria Rita Kehl: “Fui demitida por um ‘delito’ de...

O melhor de todos, Michael Jordan, entra para o Hall da Fama

Fonte: Estado de São Paulo - Michael Jordan, considerado por...

Dilma Rousseff: ‘Não temos compromisso com práticas inadequadas’

Pressionada pelo Judiciário a conceder aumento de 56% para...

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu a obra Mulheres Sonhadoras, Mulheres Cientistas, composta por dois livros, das escolas e bibliotecas do município. Escritos por...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e constranger o governo, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, facilitou a aprovação de...

Janja defende direito ao aborto legal, diz que projeto é ‘absurdo’ e afirma que Congresso deve garantir acesso ao SUS

A primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, afirmou que do projeto de lei (PL) 1904, que quer colocar um teto de 22 semanas no acesso ao...
-+=