Delfim Netto compara domésticas a animais e recebe notificação de ONG

O ex-ministro da Fazenda Delfim Netto comparou empregadas domésticas a animais em um programa de TV. Apesar de ele ter negado a intenção de ofender a categoria, a ONG Doméstica Legal enviou ao ex-ministro uma notificação extrajudicial (um documento enviado a ele por um cartório) pedindo retratação pública.

Delfim fez a comparação no último domingo (4) enquanto participava de uma entrevista no programa Canal Livre, da TV Bandeirantes. Ele lamentou a queda na oferta do número de empregadas domésticas no mercado de trabalho enquanto analisava a ascensão de classes no Brasil.

– Há uma ascensão social incrível. A empregada doméstica, infelizmente, não existe mais. Quem teve este animal, teve. Quem não teve, nunca mais vai ter.

O presidente da ONG, Mario Avelino, afirmou ao R7 que o ideal é que Delfim vá novamente a um canal de televisão pedir desculpas.

– Não se chama 7 milhões de trabalhadores de animais. Ele foi muito infeliz na declaração.

Segundo Avelino, os trabalhadores terão o direito de pedir na Justiça uma indenização por danos morais caso a retratação não seja feita.

– Que sirva de exemplo para quem tem projeção pública. Que ele assuma a humildade do erro, ou as consequencias.

Para o presidente de ONG, Delfim não estava mal intencionado, mas precisa ter responsabilidade sobre as declarações que dá em público em razão dos diferentes níveis de instrução da sociedade.

– Honestamente, não acho que ele tenha dito por maldade, mas o linguajar comum entre os economistas não chega a todos os trabalhadores. Ao contrário: desvaloriza um trabalho que já é discriminado. Os domésticos têm o direito de se sentirem ofendidos. Recebemos e-mails exigindo que tomássemos uma providência.

R7 entrou em contato com a assessoria do ex-ministro, que até a publicação desta reportagem não retornou contato.

Fonte: R7

+ sobre o tema

Ex pede abraço de despedida e dá 13 facadas em estudante de Pitangueiras

Estudante passou por cirurgia e seu estado de saúde...

Adesivos misóginos são a nova moda contra Dilma

Neste momento, circulam peles redes sociais imagens de montagens...

5 perguntas para Cidinha da Silva

Cidinha da Silva é puro poder. Autora de 19...

Cynthia Semíramis: Aborto e o novo projeto de Código Penal

Nos últimos dias tem havido muita informação – e...

para lembrar

Por um trabalho doméstico decente

Artigo publicado no jornal Correio Braziliense (editoria de Opinião,...

O direito de quem ama

O direito de quem ama Leia Também  Ele nunca me...

Ana Maria Gonçalves fala de leituras, escritas e produção literária negra

Em outubro, a Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do...

Professora e ativista paraense, Zélia Amador é homenageada em premiação de ONG internacional

A professora e ativista paraense Zélia Amador de Deus...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=