Deputada é a primeira mulher negra à frente da Cultura na Alerj

Verônica Lima (PT) quer fortalecer arte periférica e trabalhadores do setor

A deputada estadual Verônica Lima (PT) é a primeira mulher negra a chegar à presidência da Comissão de Cultura da Alerj. Ela, que ocupou por três mandatos consecutivos uma cadeira na Câmara dos Vereadores de Niterói, sempre teve em sua atuação política a cultura como um dos principais focos de atuação. Agora, um de seus objetivos é fortalecer o setor a nível estadual, articulando ações com o Ministério da Cultura, visando a trazer projetos e investimentos para a cultura do estado, valorizando o setor e seus trabalhadores.

Além disso, a parlamentar busca incentivar atividades socioculturais que fortaleçam a produção em favelas e periferias. De acordo com a deputada, a arte e os artistas de rua também são uma prioridade de seu trabalho à frente da comissão.

Verônica Lima comenta que alcançar esse lugar é fruto de conquistas coletivas e dos esforços de muitas que vieram antes dela e dedicaram suas vidas à luta das mulheres negras, do povo negro e dos trabalhadores.

— É um orgulho e uma grande responsabilidade. Quando ocupo esses espaços, nunca estou sozinha e nem cumprindo uma agenda individual. Estou lutando por todas nós e pela vida da nossa população, sobretudo dos menos favorecidos e da nossa juventude negra favelada e periférica — destaca a deputada, que afirma ainda ser preciso divulgar a cultura popular.

+ sobre o tema

Audiencia pública questiona a imagem da mulher negra na mídia

No dia 11 de dezembro passado, foi realizada uma...

Stephanie Ribeiro: Aliou Cissé é o “negro único” da Copa do Mundo

Dentre todos os técnicos das seleções do mundial de...

O passado misógino, racista e homofóbico de Biel no Twitter é ASSUSTADOR

E parece que Biel não cansa de dar closes errados. Bem errados.  no HuffPost...

Rolf Harris apresentador infantil pedófilo é condenado à prisão

Rolf Harris foi condenado por 12 acusações de pedofilia...

para lembrar

Stephanie Ribeiro, Joice Berth, Milly Lacombe e Ana Paula Xongani falam sobre militância nas redes

Haters, saúde mental, likes e aprendizados. Quatro mulheres que...

Espelho: Luiza Bairros

  Séries / Cultural País:  Brasil Cor:  Colorido Classificação:  Programa...

Fundação Tide Setubal e TikTok lançam a quarta edição do edital Elas Periféricas

A caminho de sua quarta edição, o Edital Elas Periféricas,...

Leitora de 103 anos é a primeira mulher negra a ser patronesse da Feira do Livro de Novo Hamburgo

Evento literário acontece até este domingo (24) na Praça...
spot_imgspot_img

Justiça brasileira não contabiliza casos de homotransfobia, cinco anos após criminalização

O STF (Supremo Tribunal Federal) criminalizou a homotransfobia há cinco anos, enquadrando o delito na lei do racismo —com pena de 2 a 5 anos de reclusão— até que...

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Novas pesquisas mostram que meninas nos EUA estão tendo sua primeira menstruação mais cedo. A exposição ao ar tóxico é parcialmente responsável. Há várias décadas, cientistas ao redor do...
-+=