Descalço, etíope vence maratona de Roma; belga morre após ataque cardíaco

Com o tempo de 2h08min39s, o etíope Siraj Gena venceu neste domingo a 16ª edição da maratona de Roma. O atleta correu os últimos 500 metros descalço em homenagem ao compatriota Abebe Bikila, que conquistou a medalha de ouro na maratona dos Jogos Olímpicos de Roma em 1960 sem usar tênis. Os quenianos Benson Barus e Nixon Machichim completam o pódio.

O domínio da Etiópia foi ainda maior no feminino. Firehiwot Dado venceu com o tempo de 2h25min28s, com as compatriotas Kebebush Haile e Mare Dibaba formando um pódio inteiramente etíope. Cerca de 15 mil pessoas participaram da maratona romana.

Apesar da bonita homenagem, a maratona de Roma também ficou marcada pela morte de Tom Van Der Gucht, um corredor belga de 55 anos, que teve um ataque cardíaco enquanto participava da prova, segundo informou a organização.

O corredor desmaiou no quilômetro 39 e foi imediatamente levado de ambulância para o hospital Fatebenefratelli, mas chegou ao pronto socorro sem vida. Ao todo, cerca de 50 pessoas precisaram de atendimento médico. Destes, cinco foram levados ao hospital, mas receberam alta logo depois.

Recorde mundial na meia-maratona de Lisboa

Zersenay Tadese, da Eritréia, venceu neste domingo a 20ª meia-maratona de Lisboa com o tempo de 58min22s, novo recorde mundial da prova. A marca anterior era de 58min33s. Apesar de ainda não ter sido oficializado, o tempo de Tadese deve lhe render o prêmio de 50 mil euros da organização da prova.

Tadese dominou praticamente toda a prova e terminou com mais de um minuto de vantagem para os quenianos Sammy Kitwara e Duncan Mutai, segundo e terceiro colocados, respectivamente.

Na prova feminina, a vencedora foi a queniana Peninah Arusei, que entrou na reta final com dos minutos de vantagem para a etíope Askale Tafa. O terceiro lugar ficou com a veterana corredora portuguesa Fernanda Ribeiro, de 40 anos, campeã olímpica dos 10 mil metros em Atlanta 1996.

A corrida contou com a participação de 35 mil pessoas. Como em edições anteriores, o primeiro ministro português, José Sócrates, foi um dos participantes da prova.

Fonte: Esporte UOL

+ sobre o tema

Entidades de segurança pública e direitos humanos dizem que novo edital precariza programa de câmeras da PM em SP

Entidades da sociedade civil ligadas à segurança pública manifestaram...

Convenção da extrema direita espanhola é alerta para o Brasil

"Manter o ideal racial de um continente branco de...

Aprovado no Senado, PL dos planos de adaptação esboça reação a boiadas do Congresso

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (15/05)...

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

para lembrar

Sorria! Seu emprego não morreu. Apenas está num lugar melhor

Por: Leonardo Sakamoto     Tenho ouvido comentaristas...

Boko Haram sequestra homens e meninos de vilarejo nigeriano

Líder do Boko Haram, Abubakar Shekau, em 2012. Grupo...

Uma Olimpíada na minha vida

É essencial torcer também pela luta do dia-a-dia que...

Outras impressões, manifestações livres sobre qualquer assunto – Não deixe para amanhã

por Leno F Silva Na semana passada fui surpreendido...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do Estado emerge da catástrofe. A pandemia de Covid-19 deveria ter sido suficiente para demonstrar que...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um alerta sobre o impacto econômico e social das mudanças climáticas que atinge todo o mundo....

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda 2024, ano-base 2023, termina em 31 de maio. Até as 17 horas do dia 30 de...
-+=