No Dia da Consciência Negra, organizações saem às ruas

Entidades querem reformas estruturais para combater o racismo, defendem a desmilitarização da polícia e o direito de expressão das religiões de matriz africana

Da Radioagência Brasil de Fato

Em todo o Brasil, entidades e organizações do movimento negro saem às ruas nesta quinta-feira (20), Dia Nacional da Consciência Negra. A data celebra o legado de Zumbi do Palmares, símbolo da luta contra o racismo e por uma sociedade livre e igualitária.

Após mais de 126 anos da abolição, negros no Brasil ainda enfrentam muitos obstáculos para a plena igualdade. Para o movimento negro, o racismo é estrutural e continua impregnado na sociedade brasileira, apesar das conquistas de importantes políticas públicas de inclusão e igualdade racial.

O movimento denuncia o genocídio da juventude negra por forças policiais, as intervenções urbanas que isolam as periferias das grandes cidades e a pouca presença de negros nos espaços institucionais do Estado.

A 11ª Marcha da Consciência Negra defende sete eixos de mudanças necessárias para que o combate ao racismo avance no país. Entre os pontos estão a reforma política por meio de uma constituinte do sistema político, a democratização comunicação, a desmilitarização da polícia e a destinação de mais recursos para políticas de inclusão racial.

O movimento defende ainda a implantação de leis antirracismo, o direito de expressão das religiões de matriz africana, o combate ao machismo e o fim da violência contra a mulher negra.

Em São Paulo, a concentração acontece às 11h no vão livre do MASP, na Avenida Paulista.

+ sobre o tema

Quanto você sabe sobre os afrodescendentes na América Latina?

Desafiamos você a responder este teste e avaliar seus...

Zenaide Zen – Olorun Kosi pu re. Que Olorun mantenha seu espírito em paz

É com grande tristeza que recebemos a notícia do...

Uneafro 10 anos e a luta negra pelo direito à educação

Que noite mais funda calunga No porão de um navio...

Núcleo Bartolomeu de depoimentos apresenta Hip Hop Blues em dezembro

Uma caminhada pela cidade de São Paulo, em momento...

para lembrar

Retrocesso: EUA: Suprema Corte limita responsabilidade do empregador em assédio

A Suprema Corte dos Estados Unidos determinou nesta...

“Dear White People” e a diversidade de pele negra

  (Não há spoiler algum aqui) Caras pessoas negras, Nós somos muitos....

Estados Unidos y la desigualdad. Una reflexión crítica para Latinoamerica

Estados Unidos y la desigualdad. Una reflexión ética...
spot_imgspot_img

Graciela Soares se inspira na obra de Carolina Maria de Jesus para o lançamento de single inédito

A partir do 7 de junho, a cantora e compositora Graciela Soares apresenta nas principais plataformas de áudio o seu primeiro single autoral Despejo, confira o link do...

Coletivo Kukuru Itan realiza oficina gratuita de teatro de Nanã para idosos durante o mês de junho

Com a missão de valorizar a identificação de idosos racializados, sobretudo negros, o Coletivo Kukuru Itan criou a oficina de teatro de Nanã, que acontece durante o mês...

Da fofoca às janelas do Brasil, exposição evidencia africanidade que vive em nós

Depois da fofoca e de um cafuné no meu caçula, tentei tirar um cochilo, mas terminei xingando uma cambada de moleques que cantavam "Tindolelê" na rua. A frase ficou meio maluca, mas essa loucura tem seu método...
-+=