Dilma escala Ciro para coordenação da campanha

Deputado cearense já gravou depoimento para a candidata petista usar no segundo turno e pode ajudar na aproximação com Marina

Preterido na corrida presidencial como candidato, o deputado federal Ciro Gomes (PSB) foi escalado pela petista Dilma Rousseff para compor a coordenação da campanha presidencial do PT no segundo turno. O anúncio da candidata acontece após reclamações de aliados de que as decisões da campanha estavam centralizadas no trio Antonio Palocci, José Eduardo Dutra e José Eduardo Cardozo.

Com a nova estratégia de abrir a coordenação, a campanha espera aproveitar o conhecido estilo de Ciro de bater em adversários , como fez no primeiro turno ao terceirizar ataques, e engrossar o discurso contra a oposição . Para poupar Dilma, o presidente do PT e o próprio presidente Lula ficaram encarregados de fazer críticas mais duras ao adversário José Serra, antigo desafeto de Ciro. “Tem uma pessoa muito especial que é o Ciro Gomes, quem admiro e respeito e tenho certeza de que ele terá grande contribuição para dar”, afirmou Dilma na porta do escritório político, em Brasília.

Dilma se reuniu com governadores do Nordeste reeleitos Sérgio Deda, Eduardo Campos e Cid Gomes, irmão de Ciro. Dilma disse esperar que, sem a sua própria campanha, os aliados poderão se dedicar mais à campanha nacional. Cid disse que na semana que vem Dilma deverá ir ao Ceará para um comício, que não aconteceu na primeira fase. Ciro fechará a agenda.

Ontem, Ciro gravou depoimento para Dilma na TV. No primeiro turno, Ciro se concentrou na campanha de reeleição do irmão no Ceará e esteve ausente nos principais eventos do PSB com Dilma, como reunião do partido em Brasília para declarar apoio à petista. O iG apurou com alguns integrantes da campanha petista que a escolha de Ciro pode ajudar em uma aproximação com Marina Silva, ex-candidata do PV à Presidência.

Fonte: IG

+ sobre o tema

Entidades de segurança pública e direitos humanos dizem que novo edital precariza programa de câmeras da PM em SP

Entidades da sociedade civil ligadas à segurança pública manifestaram...

Convenção da extrema direita espanhola é alerta para o Brasil

"Manter o ideal racial de um continente branco de...

Aprovado no Senado, PL dos planos de adaptação esboça reação a boiadas do Congresso

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (15/05)...

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

para lembrar

Marina critica proposta de novo Código Florestal

A presidenciável Marina Silva (PV) disse ontem que...

Tortura versus Constituição

A ditadura militar de 1964-1985 teve entre seus principais...

Nassif:chega ao fim a ‘vergonhosa era Cunha’

"A queda de Cunha era questão de tempo. Figuras...

Cenário político brasileiro desperta apreensão na Feira do Livro de Frankfurt

Nomes da literatura nacional e internacional falam sobre suas...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do Estado emerge da catástrofe. A pandemia de Covid-19 deveria ter sido suficiente para demonstrar que...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um alerta sobre o impacto econômico e social das mudanças climáticas que atinge todo o mundo....

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda 2024, ano-base 2023, termina em 31 de maio. Até as 17 horas do dia 30 de...
-+=