Dilma Rousseff fala sobre racismo e violência contra a mulher em entrevista para Regina Casé

POR – MANU BAREM

 

A presidenta Dilma Rousseff fez uma participação hoje no Esquenta, programa apresentado por Regina Casé, na Globo, e que hoje iniciou sua segunda temporada. Juntas, Dilma e Regina visitaram o Sarah em Brasília, uma das unidades integrante de uma rede de centros de habilitação. Juntas elas visitaram as instalações do centro e conversaram sobre a chamada Classe C, situação atual do Brasil no cenário mundial e sobre outros assuntos como racismo e a situação da mulher no país.

Ao ser questionada por Regina Casé se enfrenta desafios por ser uma chefe de estado mulher, Dilma disse que não necessariamente sente esta dificuldade, porque “difícil é ser presidente, sendo homem ou mulher”, que ela se sente “protegida” no cargo e que quem sofre são as pessoas comuns. “Tem muita violência contra mulher, diferença de salário e de oportunidades”. Assista:

 

Fonte: Jezebel

+ sobre o tema

STJ – Racismo: crime contra a dignidade

Baixos salários, dificuldade de acesso à educação de qualidade...

Prisão de jovens negros com pouca quantidade de drogas é estratégia racista

Nos últimos dias, um vídeo do TikTok sobre um...

Subordinação Racial no Brasil e na América Latina

PREFÁCIO Por Arivaldo Santos de Souza Enviado para o Portal Geledés Subordinação Racial...

para lembrar

A Cor do Espaço Urbano

A partir da análise da configuração urbana do DF...

Anitta, embranquecimento e elitização – Por Jarid Arraes

Seja pelo preconceito de classe ou pela intolerância diante...

Ser branco é uma fonte inesgotável de privilégios sociais

por Ricardo Rego no Jornal Sol O Brasil discute por estes...

Racismo – FBI investiga assassinatos de negros nos EUA

O FBI se juntou a uma investigação das mortes...
spot_imgspot_img

Portões da universidade

"Nós queremos é que uma filha de uma empregada doméstica possa ser médica, possa ser dentista, possa ser engenheira. Nós não queremos uma sociedade...

Desaparecidos assombram país mesmo após redemocratização

Quando o presidente Lula assinou o decreto de reinstalação da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, no início de julho, emergiu como prioridade na retomada...

Racista é condenado a oito meses de prisão por ataques a Vini Jr

O Real Madrid anunciou, nesta quarta-feira, que um racista foi condenado a oito meses de prisão por ataques a Vinicius Junior e Rüdiger. As agressões foram...
-+=