Disciplina tem sábios indígenas e afrodescendentes como ministrantes das aulas

Cadeira pode ser cursada como extracurricular e tem a proposta de valorizar o conhecimento em seus diversos aspectos, como mítico, sensorial e poético

Do UFRGS

Foto: Reprodução/UFRGS

Um desafio para o tradicional ensino em sala de aula é a proposta da disciplina “Encontro de Saberes”. Sábios indígenas e afrodescendentes é que são os protagonistas da cadeira oferecida de forma interdisciplinar para os alunos de graduação. Os mestres e as mestras indígenas e afrodescendentes compartilham suas experiências com espiritualidade, cultura tradicional, gênero e memória na configuração popular brasileira, nos seguintes módulos: Plantas e Espírito; Artes Aplicadas; e Sociedades e Cosmovisões.

Os três módulos de 16 horas/aula cada, além de encontros para discussões teórico-metodológicas, planejamentos e avaliações. A metodologia envolve exercícios de observação e análise, trabalhos de campo, registros, práticas, improvisações, intervenções e pesquisa teórica. A concepção da disciplina considera várias formas de conhecimento – a racional, a poética, a sensorial, a mítica – e a atividade tem iniciativa de diversos professores de unidades como Letras, Educação, Artes, Ciências Humanas, Comunicação, Agronomia e Ciências Econômicas.

Matrícula

A disciplina “Encontro de Saberes” (ART03946) é eletiva para os cursos de Artes Dramáticas, Matemática (Licenciatura e Licenciatura Noturno), Museologia e Música. Para os demais, os interessados devem solicitar matrícula extracurricular em suas COMGRADs. O graduando deve solicitar a matrícula como disciplina eletiva ou extracurricular para “Encontro de Saberes” (ART03946), vinculada ao Curso de Música.

No semestre 2017/1, a disciplina ocorrerá nas segundas-feiras, das 13h30 até às 17h, em sala a ser confirmada, no Campus Centro da UFRGS. Esta é a segunda vez que a disciplina é oferecida pela Universidade.

+ sobre o tema

para lembrar

Bino e Fino ensinado história da África para crianças

Veja um trecho - em inglês "A programação infantil é...

Movimento considera baixa reserva de 2% das vagas para negros e indígenas na USP

Ativistas de movimentos negros criticaram nessa quarta-feira (24) a...

Reflexão sobre o processo de ampliação da política de cotas raciais

Na última terça-feira, dia 02/06, o Conselho Universitário da...
spot_imgspot_img

Geledés publica boletins sobre a Primeira Infância nos estados brasileiros

Geledés Instituto da Mulher Negra está realizando as ações da segunda etapa do projeto “Primeira Infância no Centro: garantindo o pleno desenvolvimento infantil, uma...

PL do novo PNE apresenta avanços em equidade e dá primeiro passo em financiamento, mas precisa de melhorias estruturais e traz também retrocessos

O Projeto de Lei (PL) nº 2.614/2024, que prevê um Plano Nacional de Educação (PNE) para o período de 2024-2034, apresenta avanços relacionados à...

Jovens cientistas receberão apoio de mais de R$ 21 milhões para pesquisas   

O Instituto Serrapilheira anunciou, nesta quarta-feira (26), os 33 pesquisadores selecionados em dois editais que vão injetar mais de R$ 21 milhões em ciência no Brasil. Uma...
-+=