Edital investe até R$ 1,3 milhão em ONGs e coletivos liderados por mulheres negras

Enviado por / FonteFolha de São Paulo

Organizações sem fins lucrativos e coletivos liderados por mulheres negras de todo o Brasil podem se inscrever no edital Elas Periféricas, lançado nesta semana pela Fundação Tide Setubal em parceria com Tik Tok. Com aporte de até R$ 1,3 milhão, é o maior do país em investimento direto em mulheres negras da periferia.

O projeto proporcionará investimento financeiro, apoio técnico e mentoria para cerca de 60 organizações e coletivos por 12 meses. As inscrições para o edital podem ser feitas até 7 de abril em fundacaotidesetubal.org.br/elasperifericas.

As mulheres selecionadas poderão aprimorar suas ferramentas de estruturação e gestão de projetos. Sustentabilidade financeira e mobilização de recursos, monitoramento e avaliação, comunicação estratégica e uso da plataforma TikTok são alguns dos assuntos abordados nas mentorias.

A intenção é que essas líderes fortaleçam a atuação que desenvolvem nos territórios periféricos e utilizem o TikTok para contar suas histórias e ampliar o alcance de suas causas.

“Os recursos também podem custear despesas fixas como internet, água e luz, além de recursos humanos”, diz Guiné Silva, coordenador de fomento na Fundação Tide Setubal. Ele explica que o apoio foge à lógica tradicional de editais, em que o investimento se dá apenas nas atividades fim.

“É preciso levar em conta outras necessidades, como o suporte estruturante fundamental às atividades meio, promovendo seu desenvolvimento organizacional”, aponta.

Cada selecionada receberá até R$ 20 mil. O financiamento virá do TikTok e da campanha #SouDona, promovida pelo aplicativo, que aposta em versão repaginada da música Dona de Mim, da cantora Iza, com participações de Negra Li, Marvvila, Urias, Majur, Mariah Nala e Lauana Prado.

As artistas doaram seu cachê para esta nova edição do Edital Elas Periféricas, cuja gestão ficará a cargo da Fundação Tide Setubal.

“O TikTok busca investir em causas que reflitam seus valores e dialoguem com os desafios sociais e econômicos da população”, afirma Handemba Mutana, diretor do TikTok for Good no Brasil.

Ele acredita que investimentos como esse reforçam o desenvolvimento de organizações lideradas por mulheres negras de periferias. “Queremos cada vez mais inspirar nossa comunidade a fazer a diferença no mundo, trazendo mais alegria e esperança para o nosso dia a dia”, completa.

Para se inscrever no Elas Periféricas, as organizações e coletivos precisam atender aos seguintes requisitos: ter mulheres negras da periferia em seu quadro de lideranças; ter origem e atuação em periferias ou contextos periféricos (contextos sociais urbanos que estejam à margem de políticas públicas e oportunidades de produção e circulação de bens materiais e simbólicos); não ter finalidade lucrativa; e ser uma organização diretamente administrada e executada pelas proponentes.

Ao realizar a inscrição, a candidata deve apresentar um plano para o desenvolvimento de sua organização ou coletivo alinhado aos principais objetivos e desafios de seu contexto. Um webinário será realizado no dia 24 de março, às 18h, para tirar dúvidas das candidatas.

 

+ sobre o tema

Racismo científico, definindo humanidade de negras e negros

Esse artigo foi pensado para iniciar um diálogo sobre...

“Pérola Negra: Ruth de Souza” traça panorama da carreira da atriz

Mostra que entra em cartaz no CCBB traz 25...

Mylene Pereira Ramos: a juíza que defende maior diversidade na magistratura

“Em nossa sociedade, fatores como raça e condição social,...

para lembrar

Fundação Tide Setubal: Alas visa formação e liderança de pessoas negras

Com o objetivo de formar e fortalecer pessoas negras...

Matchfunding Enfrente: R$3,6milhões para a luta das periferias contra o Coronavírus

MUDAR PARA ENFRENTAR! Com o avanço do Coronavírus pelo Brasil, todos...

O fortalecimento da democracia passa pela participação ativa das juventudes

Uma preocupação crescente na sociedade diz respeito à importância...
spot_imgspot_img

Ministério lança edital para fortalecer casas de acolhimento LGBTQIA+

Edital lançado dia 18 de março pretende fortalecer as casas de acolhimento para pessoas LGBTQIA+ da sociedade civil. O processo seletivo, que segue até...

Caixa lança edital de concurso com 3,2 mil vagas para técnicos

A Caixa Econômica Federal publicou nesta quinta-feira (22), no Diário Oficial da União, o edital do concurso público para o preenchimento de 1,6 mil vagas para...

Raízes negras, femininas e religiosas: entenda o enredo da Viradouro

Para construir o enredo campeão do carnaval do Rio de Janeiro em 2024, o carnavalesco Tarcísio Zanon, da Unidos da Viradouro, buscou inspiração em tempos...
-+=