terça-feira, janeiro 19, 2021

Tag: Fundação Tide Setubal

(Foto: Bruno Santos/ Folhapress)

Legados e Riquezas

Em uma realidade hiperpolarizada, Maria Alice Setubal, 69, é daquelas pessoas difíceis de rotular. Mas há quem tente. Quando vai falar com empresários, ela tem que ouvir que é "idealista" e "ongueira". Por outro lado, parte da esquerda já a tachou como "agente do mercado financeiro". Herdeira do Itaú, ela não gosta de ser chamada de banqueira, afinal, só veio a ter um cargo três anos atrás no maior banco da América Latina: foi chamada para fazer parte do comitê de diversidade de lá, por ter uma extensa experiência com inclusão social em sua carreira como educadora e filantropa. Neca, como é conhecida, é doutora em psicologia da educação e mestre em ciências políticas. Misturando esses elementos, ela participou de duas campanhas de Marina Silva (2010 e 2014), ajudou no programa de governo de Fernando Haddad (2012) e foi fundadora do partido Rede Sustentabilidade (2015). "Só volto para a política ...

Leia mais
Foto: arquivo pessoal

O professor atua no presente para projetar o futuro – Fundação Tide Setubal entrevista Clelia Rosa

Apesar de o Dia do Professor ser comemorado em 15 de outubro, o cenário atual mostra, em diversos aspectos, que docentes têm recebido reconhecimento aquém do merecido na sociedade. Antes da pandemia de Covid-19, o cotidiano de professoras e professores era marcado, entre outras coisas, por problemas de infraestrutura no ambiente escolar e pela baixa remuneração. A adoção de aulas remotas escancarou disparidades entre alunos das redes pública e privada e aprofundou o abismo sociorracial entre eles. Esses fatores, associados aos ataques feitos por setores da sociedade que acusam docentes de doutrinar estudantes, têm impacto importante na saúde mental desse grupo. Em entrevista à Fundação Tide Setubal, a pedagoga Clelia Rosa, mestre em educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pesquisadora das relações de gênero e raça na educação escolar e familiar, fala sobre tais aspectos e a importância que profissionais da área educacional têm para a sociedade civil. ...

Leia mais
São Mateus, Zona Leste de São Paulo. (Crédito: Allan Cunha/2020)

Ser periférico: trajetórias materiais, perspectivas simbólicas

Sujeitos que promovem iniciativas culturais e de comunicação nas periferias como forma de fazer política vêm discutindo o que é ser periférico. Essa denominação utilizada por moradores desses territórios faz referência ao modo como as suas trajetórias são afetadas por determinadas vivências em cotidianos periféricos e à maneira como afetam a vida social a partir dessas experiências. Entretanto, o acesso a novos espaços sociais e a fomentos públicos e privados por esses sujeitos, acompanhado da permanência do desigual e segregado padrão na produção do espaço urbano, contribuiu para ampliar as discussões sobre quem pode declarar-se periférico e sobre como atuar a partir dessa categoria. Esses são alguns dos resultados da pesquisa que realizei no âmbito do projeto “Periferias de São Paulo: Heterogeneidade e Novas Formas de Vida Coletiva”, desenvolvido em 2018 por uma equipe de seis pesquisadores, em sua maioria oriundos das periferias da cidade. Durante a realização do estudo ...

Leia mais
Divulgação

Edital Caminhos destina R$ 450 mil para apoiar 30 lideranças negras das periferias

Com cerca de 56% da população se autodeclarando negra, o Brasil tem muito a percorrer na direção da equidade racial e da justiça social e democrática. Das 500 empresas de maior faturamento do país, os negros são 58% dos aprendizes e trainees, mas na gerência representam só 6,3%. O Brasil de 2020 tem encarado o tema com aplicação de cotas proporcionais para candidaturas negras nas eleições, processos seletivos exclusivos para pessoas negras por parte de grandes empresas, além das cotas raciais já adotadas em universidades e serviços públicos.  Amparado neste contexto está o lançamento do edital Caminhos, que selecionará 30 lideranças negras e de origem periférica para apoios financeiros de até 15 mil reais cada, a serem aplicados no aprimoramento individual para potencializar a sua atuação em diversas áreas. O intuito é apoiar lideranças negras de origem periférica que aspirem transformar e aprimorar suas competências e habilidades pessoais para revigorar e ...

Leia mais
Reprodução/Tide Setubal

Projeto Saúde Emocional de A a Z inova no acolhimento a professores

Com a implementação do ensino remoto às pressas após o início da pandemia Covid-19, os desafios em lidar com as tecnologias e todas as dificuldades trazidas pelo isolamento social, houve um aumento significativo do estresse e uma ampliação das questões de saúde mental dos professores. A questão não é de agora. Em 2018, uma pesquisa realizada pela Associação Nova Escola com 4,8 mil educadores e educadoras detectou que 66% das docentes já se afastaram do trabalho por saúde e 87% delas acreditam que o trabalho lhes causa problemas físicos e emocionais. Chamado A Saúde Mental do Educador Brasileiro, o estudo serviu de partida para o projeto. Porém, essa situação agravou-se com as consequências da pandemia de Covid-19 na educação e, por isso, ganhou novos contornos. Realizada pela Associação Nova Escola em parceria com a Fundação Tide Setubal e apoio da Fundação Lemann, o movimento Saúde Emocional de A a Z pretende ser um espaço para ...

Leia mais
(Foto: Reprodução/ Vaga Carne)

A potência de mulheres negras à frente das câmeras e na direção de filmes

Em 25 de julho é celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Afro Latina-Americana e Caribenha. A data foi instituída em 1992, quando foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas. No Brasil, a data marca também o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, que foi sancionada em 2014 e nomeada em homenagem à líder quilombola homônima. Ambas as nomenclaturas têm como objetivo chamar a atenção para as opressões de gênero e raça às quais mulheres negras são submetidas. Ambos os aspectos são visíveis nos indicadores de violência urbana e na precarização das condições de trabalho. Como consequência, a subrepresentação de mulheres negras é visível em diversos segmentos sociais, inclusive quando o assunto é o cinema brasileiro. De acordo com um levantamento divulgado em 2018 pela Agência Nacional do Cinema (Ancine) feito com 142 filmes lançados comercialmente em 2016, nenhuma dessas obras foi dirigida por elas. Ainda, ...

Leia mais
Divulgação

Matchfunding Enfrente | Convite de Lançamento para a nova chamada

Está chegando uma nova chamada do Matchfunding Enfrente! Desde o lançamento em 2019 pela Fundação Tide Setubal, em parceria com a Benfeitoria, o edital colaborativo já mobilizou mais de R$ 7 milhões para projetos das periferias urbanas brasileiras, com o apoio de diversos parceiros e mais de 11 mil colaboradores. Nesta nova chamada, o Matchfunding segue em frente e convoca projetos ainda maiores, de longa duração e capazes de solucionar problemas que, a partir da pandemia, surgiram ou se aprofundaram nas periferias brasileiras. > CONVITE ESPECIAL E para apresentar todas as novidades deste novo edital, vamos realizar uma live de lançamento no dia 20/07 às 16h através do Canal Enfrente, no Youtube. Clique abaixo para ser avisado e receber o link de acesso. Contamos com a participação de todos parceiros institucionais, movimentos, coletivos e lideranças periféricas que contribuem com que o Matchfunding Enfrente seja a maior plataforma de financiamento colaborativo das periferias urbanas brasileiras. Avise-me

Leia mais
Reprodução/Facebook

Assista: Festival Literário de Literatura Negra da Zona Norte de SP-Narrativas para a emancipação

FELLIN - Festival Literário de Literatura Negra da Zona Norte de São Paulo. O evento será destinado a valorização dos saberes da população africana e afrodiaspórica. Acontecerá a partir dos dias 13 até o dia 17 de julho de 2020. Em 2020 será online, via transmissão YouTube.   Festival Literário de Literatura Negra da Zona Norte de SP-Narrativas para a emancipação Informações: Apresentação 19h - Performance: Sarau Alcova 20h - Mesa 4 - Narrativas para a emancipação Convidadas: Cidinha da Silva e Vilma Piedade - Moderadora: Ingrid Soares 

Leia mais
Foto: Tiago Queiroz

Ações da sociedade civil e união de moradores beneficiam comunidade do Jardim Lapena

O Jardim Lapena, bairro da zona leste de São Paulo onde está localizado o Galpão ZL, núcleo de Prática Local da Fundação Tide Setubal, é marcado por fatores diversos ligados à vulnerabilidade social, logo, praticar o isolamento social tem sido desafiador. Por esse motivo, a ação de moradores do território e de entidades de diversos setores da sociedade civil tem auxiliado a população local a ter condições mínimas para poder cumprir o isolamento social. Para Marcelo Ribeiro, coordenador de Prática Local da Fundação Tide Setubal, é importante ressaltar o protagonismo de quem mora na área para minimizar esse aspecto. “Nada mais justo e coerente do que valorizar o tecido social existente na região, uma vez que faz a ajuda chegar mais rápido para as pessoas. Elas estão bem organizadas, têm cuidado uma das outras e têm o protagonismo para fazer entregas por meio da autogestão.” Moradora ...

Leia mais
Foto: Agner Rebouças

O caminho da informação sobre a Covid-19 nas comunidades

A Covid-19 já matou mais de 20 mil pessoas no Brasil, sendo quase 5 mil óbitos só no Estado de São Paulo, epicentro do novo coronavírus no País. Foi pensando na tentativa de ajudar a salvar milhares de vidas, frear o avanço descontrolado de casos do coronavírus e levar informação para as comunidades que nasceu o projeto “Diálogos Afrurbanos”. A iniciativa pretende produzir campanhas em vídeos com linguagem simples e acessível para socializar com as redes periféricas de sete favelas brasileiras. Cerca de 630 mil pessoas serão impactadas pelo projeto no complexo da Maré e Alemão, no Rio de Janeiro; Nova Constituinte, Beiru e Valéria, em Salvador; e em Vitória, no Espírito Santo, o projeto atuará na comunidade Território do Bem. Recebem também esta iniciativa, Paraisópolis e Vila Brasilândia em São Paulo, capital. Os vídeos com duração de cerca de 1 minutos abordarão os seguintes temas: necessidade de proteção para evitar o contágio ...

Leia mais
Divulgação/Tide Setubal

Fundação Tide Setubal fomenta pesquisa com foco no coronavírus

Desigualdades socioeconômicas e territoriais devem pautar trabalhos científicos em novo edital de apoio a pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo Na Fundação Tide Setubal Divulgação/Tide Setubal Devido à gravidade da pandemia mundial, a Fundação Tide Setubal está fomentando pesquisas focadas na Covid-19 no contexto das desigualdades, via edital “Pandemia Covid-19: panorama da desigualdade na RMSP”, realizado em parceria com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), com inscrições abertas desde 23 de março. A chamada de pesquisa priorizou as periferias porque os desafios do cenário atual se tornam ainda mais agudos quando enfrentados em meio à situação de vulnerabilidade e fragilidade de acesso à saúde, saneamento, educação, moradia e emprego, condições típicas da periferia metropolitana de São Paulo. O edital convida a comunidade acadêmica da Unifesp a apresentar, até o próximo dia 2 de abril, propostas de monitoramento, análise e recomendações relativas à Covid-19. “Redirecionamos ...

Leia mais
Reprodução/Facebook

Matchfunding Enfrente: R$3,6milhões para a luta das periferias contra o Coronavírus

MUDAR PARA ENFRENTAR! Com o avanço do Coronavírus pelo Brasil, todos fomos impactados e tivemos que mudar. Não tem sido fácil para ninguém, mas a situação é ainda mais grave nas periferias urbanas brasileiras. E justamente para fortalecer iniciativas locais de enfrentamento dos efeitos desta pandemia nos territórios periféricos, o Matchfunding Enfrente também mudou: cresceu, se abriu e se flexibilizou, se tornando: O MAIOR MATCHFUNDING DO BRASIL!  Lançado em 2019 pela Fundação Tide Setubal, em parceria com a Benfeitoria, o edital colaborativo agora está mais ágil, com mais parceiros e com mais recursos: iniciando com R$ 3,6 milhões de fundo (e ainda aberto a outros investidores sociais), a chamada contínua selecionará TODA SEMANA projetos de financiamento coletivo das periferias brasileiras. Valem iniciativas de conscientização, cuidados com a saúde (física e emocional), distribuição de donativos e suporte a micro e pequenos empreendedores. As propostas selecionadas receberão consultoria da Benfeitoria para a criação de suas campanhas e terão suas arrecadações TRIPLICADAS pelo fundo ...

Leia mais
Divulgação/Tide Setubal

Como gênero e raça influenciam a vida acadêmica de alunos e professores?

Neste episódio de Vozes Urbanas, Márcia Lima, professora do departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), da Universidade de São Paulo (USP), e membro do Conselho Consultivo da Fundação Tide Setubal, fala sobre como gênero e raça afetam o desempenho e a vivência de alunos e professores negros na universidade, no que diz respeito à baixa representatividade acadêmica e aos temas que eles são condicionados a pesquisar em tais espaços. Da Fundação Tide Setubal   Leia Também: Desigualdades no acesso às universidades e no mercado de trabalho ‘A inclusão não termina com o ingresso’, diz socióloga da USP Racismo e insulto racial na sociedade Brasileira

Leia mais

Confira a programação da edição 2019 do Festival do Livro e da Literatura de São Miguel

Confira a programação completa da edição 2019 do Festival do Livro e da Literatura de São Miguel, cujo tema é "Literatura de Saberes: Identidade, Territórios e Expressão dos Povos": Da Fundação Tide Setubal  Divulgação/ Tide Setubal 4 DE NOVEMBRO Aldeia Satélite (Rua Tenente Luís Fernando Lôbo, 118 – São Miguel Paulista) 19h – Sarau Arte Canal + lançamento da Coleção Slam (Editora Autonomia Literária) O Sarau Arte Canal é realizado por artistas da Aldeia Satélite e engloba artes visuais, música, literatura, teatro e audiovisual. Nesta edição, também acontecerá o lançamento da Coleção Slam, pela Editora Autonomia Literária, que traz ao público leitor textos poéticos escritos para serem declamados em voz alta, performaticamente, em uma das cenas culturais mais impactantes do século 21: o slam. EMEF José Honório Rodrigues (Rua do Pombo Correio, 50 – Jardim dos Ipês) 14h – Alunos apresentam recital Os alunos do apoio ...

Leia mais

Fundação Tide Setubal promove edital de R$ 1 milhão para projetos das periferias urbanas do Brasil

Estão abertas as inscrições para o Matchfunding Enfrente! O edital que vai TRIPLICAR a arrecadação de projetos de financiamento coletivo das periferias urbanas do Brasil! Fundação Tide Setubal Divulgação/Fundação Tide Setubal Idealizado pela Fundação Tide Setubal, em parceria com a Benfeitoria, o programa vai selecionar, nesta primeira edição, projetos de R$30mil que tenham impacto em periferias ou demais contextos periféricos brasileiros. MATCHFUNDING? É uma nova modalidade de fomento que mistura financiamento coletivo (crowdfunding) com o patrocínio de uma instituição, como uma vaquinha online turbinada. Nesta chamada, a cada R$ 1 colaborado ao projeto, a Fundação Tide Setubal coloca mais R$ 2! E tem mais! As iniciativas selecionadas receberão ainda uma consultoria especial e R$ 2 mil para preparação de suas campanhas, além de uma força na divulgação! Potente, não? É 3x mais chances de seu projeto acontecer! Acesse o site, fique por dentro e envie seu projeto!   Saiba Mais 

Leia mais
https://www.revistaeducacao.com.br/por-um-sus-da-educacao/

Por um SUS da educação

Presidente de fundação com origem na família dos principais acionistas do banco Itaú defende um sistema unificado que aproveite melhor os recursos do MEC Por Eduardo Marini, da Revista Educação Para Neca Setubal, a formação dos professores é a maior dívida do Estado e dos governos com a educação brasileira (foto: Tiago Queiroz) Qualidade do ensino público, cultura, geração de oportunidades para jovens carentes e redução das desigualdades educacionais são temas que mobilizam as atenções da socióloga Maria Alice Setubal. Mestre em Ciências Políticas, doutora em Psicologia pela PUC-SP, herdeira e acionista do banco Itaú, Neca, como é conhecida, optou por dedicar seu preparo e energia ao enfrentamento dos desequilíbrios que condenam gerações de brasileiros à violência, à falta de oportunidades e aos desníveis de aprendizado. Presidente do conselho consultivo da Fundação Tide Setubal, fundada em 2006, ela detalha, nesta entrevista a Educação, os projetos dessa ...

Leia mais

Jornalistas da Folha de S.Paulo debatem sobre desigualdade social no Galpão ZL

De um lado, profissionais de um jornal de grande circulação falam sobre como a desigualdade social afeta diversas pessoas em cantos diferentes do mundo, de modos e contextos variados, a partir do que eles presenciaram. Do outro lado, alunos de uma escola pública localizada na Zona Leste de São Paulo estão ali para ouvir os relatos feitos por essas pessoas, mas também para dar uma nova perspectiva sobre o que eles sentem na pele quando o assunto é… Desigualdade social. Por Amauri Eugênio Jr. e Carolina Nascimento , da Fundação Tide Setubal  Em 3 de setembro, o repórter Fernando Canzian e o fotógrafo Lalo de Almeida, autores da série de reportagens Desigualdade Global, veiculada na Folha de S.Paulo e que retrata como disparidades socioeconômicas afetam EUA, China, África do Sul, Europa - Espanha, França e Inglaterra - e o Brasil, foram ao Galpão ZL, no Jardim Lapenna, falar aos alunos da ...

Leia mais
Foto: Pluma

Escritor e músico angolano Kalaf Epalanga participa de bate-papo em Ermelino Matarazzo

Para quem julga que o Brasil está culturalmente alinhado a países da América do Norte ou mesmo a nações da União Europeia, é possível dizer, sem exageros, que a nossa terra e o continente africano estão muito mais ligados do que se imagina. Inclusive, essa relação é ainda mais intensa com a África lusófona. Por Amauri Eugênio Jr., da Tide Setubal  Foto: Pluma O escritor e músico angolano Kalaf Epalanga comprova esta lógica. O artista, que fez um tour pelo Brasil na metade deste ano, quando participou da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP) e compareceu à abertura do Circuito Literário nas Periferias (CLIPE), quando falou sobre a sua trajetória na Biblioteca Mário de Andrade, está de volta ao país para mostrar que aqui e o seu país natal têm muito mais em comum do que a língua portuguesa. Em 4 de outubro, Epalanga, que vive ...

Leia mais

Conectar redes para financiar projetos – Fundação Tide Setubal entrevista Tati Leite

Mergulhado em um contexto de crise econômica há alguns anos e que congela os investimentos públicos, o Brasil tem precisado de alternativas para viabilizar ações sociais e culturais. Uma dessas iniciativas é o chamado “financiamento coletivo”, popularmente conhecido como vaquinha virtual. Por Daniel Cerqueira, da Tide Setubal Imagem retirada do site Tide Setubal Tati Leite é cofundadora e CEO da plataforma Benfeitoria que, desde 2011, abriga projetos que precisam de outras formas para se viabilizarem. O financiamento coletivo pode ocorrer de quatro maneiras: doação, recompensa, financiamento recorrente (não é pontual), equity crowdfunding, que se trata de modalidade de financiamento na qual pessoas se juntam para investir em startups ou empresas, e recebem um percentual dessa empresa, financiamento coletivo de empréstimo. No vídeo a seguir você pode ver, com detalhes o que consiste cada uma delas. Faz pouco tempo que surgiu um modelo complementar de arrecadação: o ...

Leia mais

“A literatura periférica fala diretamente com a realidade de adolescentes e jovens” – Fundação Tide Setubal entrevista Rodrigo Ciríaco

Rodrigo Ciríaco é formado em história e atua como educador desde 2001, quando começou como professor eventual na rede estadual e, ao mesmo tempo, fazia trabalho voluntário escrevendo na revista OCAS. Em 2006, começou a ter contato com os saraus das periferias, em especial com o da Cooperifa, e passou a interessar-se pela ideia de trabalhar com os saraus dentro das escolas. Por Daniel Cerqueira, da Fundação Tide Setubal Foto: Renata Armelin Em 2009, fundou o grupo “Os Mesquiteiros” e deixou, em 2016, a docência na escola pública para se dedicar aos saraus, vindo a desenvolver o que chama de “Pedagogia dos saraus”. Rodrigo é também escritor e já publicou quatro livros, entre eles o “Te Pego Lá Fora”. Nesta entrevista, conversamos com o educador e escritor sobre as perspectivas do movimento literário das periferias, a relevância dessa literatura para o letramento de adolescentes e jovens, ...

Leia mais
Página 1 de 2 1 2

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist