Podcast Essa Geração (Temporada 6 – Decolonialidade)

Enviado por / FonteFundação Tide Setubal

Artigo produzido por Redação de Geledés

Você sabe como a decolonialidade influencia a sua vida? E se disséssemos que ela está muito mais presente do que você imagina? Pois bem, a sexta temporada do podcast Essa Geração, desta vez com parceria do Geledés – Instituto da Mulher Negra, tem a decolonialidade como tema central.

Você poderá conferir as diversas variáveis sobre decolonialidade em cinco episódios pelas/os jovens do Geledés. Cada um deles passa por um aspecto específico sobre o tema: educação, desenvolvimento de lideranças emergentes, perspectivas tecnológicas e até mesmo no empreendedorismo negro com recorte de classe.

Sendo assim, bateu o interesse em saber sobre os múltiplos reflexos da decolonialidade no seu dia a dia? Confira todos os episódios – e, é claro, os diálogos com quem sabe falar com propriedade sobre esses temas – no seu agregador favorito de podcasts:

Confira o teaser da temporada sobre decolonialidade do Essa Geração:

Episódio 1: O que é decolonialidade?

O primeiro episódio é voltado à decolonialidade e ao olhar atento da juventude negra diante dos processos de subalternização que permeiam diversos campos sociais. Desse modo trata-se de convite para compreendermos como diferentes gerações estão dedicadas incansavelmente a desconstruir os padrões hegemônicos que há tanto tempo oprimem e diminuem o valor das identidades diaspóricas e subalternas.

Nesse sentido, o episódio mostrará a importância de haver espaço, valorização e protagonismo para essas identidades. Por meio de discussões profundas, debates e entrevistas, o objetivo do episódio – e da temporada – é desconstruir narrativas opressoras. Ainda, o foco é mostrar que, apesar da complexidade, as práticas decoloniais estão mais próximas do que se imagina.

Episódio 2: Educação decolonial

A minha educação é ou foi decolonial e eu não tava sabendo? Sendo assim, o segundo episódio promove diálogo com Tânia Portella, pesquisadora e doutora em estudos de raça e educação. Por meio de análises profundas e reflexões inspiradoras, a busca é estimular a transformação a partir da educação.

Episódio 3: Lideranças emergentes decoloniais

Você sabe o que são lideranças emergentes? Esse é o tema do terceiro episódio da temporada. Assim sendo, dois jovens da zona norte de São Paulo participam de bate-papo sobre o tema. E para o bate-papo, nós convidamos dois jovens da periferia da zona norte de São Paulo. Um deles é Miguel Benigno, fotógrafo e cofundador do Di Quebra Podcast. Participa também Vinicius Santana (Vinaum), criador da página Quebrada Cult e mestrando em filosofia política.

O diálogo passa por diferentes papéis na influência da comunidade negra e reflexões sobre o impacto de suas vozes tem na representatividade periférica. Ou seja: é uma conversa sobre o papel dos jovens negros na transformação social.

Episódio 4: Tecnologia decolonial

O quarto episódio promove debate sobre a importância de questionar a decolonialidade na tecnologia. A hacker antirracista e cientista Nina Da Hora compartilha insights inspiradores sobre como a comunidade negra tem sido marginalizada nesse espaço. Desse modo, o diálogo retrata possibilidades para hackear a tecnologia e, assim, promover maior igualdade racial e justiça social.

Episódio 5: Emprego e decolonialidade

O episódio de encerramento da temporada coloca no dentro do debate a importância da economia coletiva e solidária na sociedade, principalmente em grupos vulneráveis. Assim sendo, a trancista e ativista Evelyn Daisy e Fernanda Chagas, da organização cooperativa Fazemos, participam do diálogo. Elas trazem suas experiências com seus projetos sociais de acolhimento e auxílio social e ativismo. É possível pensar em formas de solidariedade, empregabilidade e economia coletiva em uma sociedade cada vez mais individualizada?

Ficha técnica da temporada

Direção Geral: Arielly Tombô, Brisas Project, Caco Carvalho, Cássia Nunes, Éden, Ester Francisco, Frances Gonçalves, Júlia Risério, Maria Irmany, Nathalie Richa, Salette Jorge, Sara Gama e Tatiana Pereira

Roteiro: Arielly Tombô , Éden, Frances Gonçalves, Maria Irmany e Sara Gama

Produção executiva: Caco Carvalho, Cássia Nunes, Brisas Project, Nathalie Rocha e Tatiana Pereira

Mídias: Arielly Tombô, Brisas Project, Caco Carvalho, Éden, Ester Francisco, Frances Gonçalves, Maria Irmany e Salette Jorge

Edição: Brisas Project e Julia Risério

Finalização: Caio Santos (Griô Podcasts)

Coordenação geral: Fernanda Nobre e Natália Carneiro

+ sobre o tema

Fábrica de revelações – Futebol Brasileiro

A semifinal entre Palmeiras e São Paulo, dia 07/04,...

O despertar da consciência de uma catadora

Michele da Silva Candido, de 37 anos, foi catadora...

Os quilombolas gritam por seus direitos pelo mundo

Uma comitiva de lideranças negras atravessou o Atlântico e...

para lembrar

“Se nós somamos 54% da população, então somos o poder”

Não há como não se impressionar com o magnetismo...

Negros no mundo corporativo

A Gerente de Negócios Camila Ramos fala sobre sua...

Formação de agentes populares de saúde: uma ação eficaz contra a pandemia

Desde os primeiros casos registrados de coronavírus no país,...

Quilombolas do Rio Grande do Sul pedem socorro para receber alimentos

“Os alimentos não estão chegando às comunidades quilombolas. Estamos numa corrente de solidariedade dentro do Estado em razão da condição das estradas. Além disso,...

“O Brasil é um modo de violência racista” diz Luiz Eduardo Soares

Luiz Eduardo Soares é escritor, dramaturgo, antropólogo, cientista político e pós-doutor em Filosofia Política. Foi Secretário Nacional de Segurança Pública, Sub-Secretário de Segurança Pública...

“A magistratura paulista terá agora o olhar da juíza negra e do juiz negro” diz Dra. Angélica de Maria Mello de Almeida

Entre 81 aprovados, a primeira colocada no 187 Concurso de Ingresso na Magistratura Paulista foi a juíza negra Lívia Antunes Caetano. A juíza Lívia...
-+=