Eleições 2010: Ciro admite que pode assumir “desafio” de disputar governo de SP

Por: GABRIELA GUERREIRO

 

Em reunião nesta quarta-feira com representantes de nove partidos de São Paulo, o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) reiterou sua disposição em ser candidato à Presidência da República nas eleições de outubro –mas admitiu a possibilidade de mudar de ideia caso o cenário nacional o leve para a disputa ao governo de SP.

Ciro disse que há um “cenário remoto” que permite a sua candidatura ao Palácio dos Bandeirantes, embora seu desejo seja concorrer ao Palácio do Planalto.

“O cenário de ter que ir para o governo de São Paulo é quase impossível, mas se o cenário nacional precisar desse desafio, eu não titubearia em ir. Quem alimentou a decisão de ser único, na política, deu com os burros n’água”, afirmou.

Nos bastidores, Ciro é pressionado pelo Palácio do Planalto a abandonar a corrida presidencial porque parte do PT teme que a sua candidatura traga impactos negativos à ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) –pré-candidata petista à presidência da República.

Alguns petistas temem que Ciro chegue ao segundo turno na disputa com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), caso o tucano consolide a sua candidatura.

Ciro disse que o seu desejo de disputar a Presidência da República “não depende” de conversa com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas reconheceu que, se Serra não for candidato, o cenário nacional passará por mudanças que afetam diretamente a sua decisão.

“A vida recomenda certa prudência. Não deve ser nosso o primeiro lance. Há dúvidas se o governador de São Paulo será candidato a presidente. Na minha avaliação, não será. E isso muda o quadro”, afirmou.

Ciro disse que não tem a “segurança” de que o projeto iniciado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja garantido apenas com a candidatura de Dilma como representante da base aliada governista. “Quantos por cento dos brasileiros estão informados de que a Dilma é a candidata do Lula? Por que um presidente que tem o apoio de mais de 80% da população, somente 27% declaram apoio a Dilma?”, questionou.

O deputado disse que se considera “muito melhor candidato” do que todos os que demonstraram disposição em entrar na corrida presidencial, incluindo a pré-candidata petista. “A Dilma é extraordinária, mas não tem o histórico de 20 anos de eleição que eu tenho.”


Apoio

O presidente do PT de São Paulo, Edinho Silva, disse que o bloco de nove partidos dispostos a apoiar a eventual candidatura de Ciro no Estado vão esperar a decisão do deputado. “Nunca tivemos em São Paulo um campo partidário como esse atual. Hoje, a liderança que mais unifica é a do Ciro Gomes”, afirmou.

Silva reconheceu, porém, que a “leitura” de Ciro sobre o cenário político nacional é diferente da feita pelo PT –por isso o deputado insiste na candidatura à Presidência. “Ele acha que o Serra pode não ser candidato, que pode ser o [governador de Minas] Aécio [Neves]. O que para nós altera o cenário é quem será o candidato do PSDB ao governo de São Paulo”, afirmou.

O grupo de nove partidos (PSB, PT, PDT, PC do B, PTC, PRB, PSC, PTN e PT do B) marcou uma nova reunião com Ciro em quinze dias. Eles voltam a se reunir no início de abril, quando termina o prazo para que os candidatos nas eleições de outubro deixem os cargos que ocupam no Executivo –como Dilma e Serra.

“Aí teremos um cenário mais definido para conversar. Para nós, o ideal era ter uma candidatura definida para que fôssemos construindo palanques para a Dilma em São Paulo. Mas temos clareza que o centro da tática eleitoral é a disputa pela Presidência”, afirmou Silva.

Fonte: Folha Online

+ sobre o tema

Entidades de segurança pública e direitos humanos dizem que novo edital precariza programa de câmeras da PM em SP

Entidades da sociedade civil ligadas à segurança pública manifestaram...

Convenção da extrema direita espanhola é alerta para o Brasil

"Manter o ideal racial de um continente branco de...

Aprovado no Senado, PL dos planos de adaptação esboça reação a boiadas do Congresso

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (15/05)...

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

para lembrar

Dilma diz que tucano endividou o país

Em visita a Santa Catarina na sexta-feira, a candidata...

Diversidade do povo brasileiro não está representada no cotidiano

Por: Mônica Francisco A negação de um fato pode ter...

Periferia de São Paulo sofre com ação criminosa

Para apressar a remoção de milhares de famílias da...

“A periferia nunca dormiu”,por Mônica Santo Francisco

  A cientista social Mônica Santo Francisco, de 43 anos,...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do Estado emerge da catástrofe. A pandemia de Covid-19 deveria ter sido suficiente para demonstrar que...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um alerta sobre o impacto econômico e social das mudanças climáticas que atinge todo o mundo....

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda 2024, ano-base 2023, termina em 31 de maio. Até as 17 horas do dia 30 de...
-+=