Eleições 2010: Marta Suplicy lidera disputa para Senado em SP, aponta Datafolha

 

Saiba também quem está na frente na corrida ao senado nos Estados de MG,PE, DF, RJ e RS.

INTENÇÃO DE VOTO PARA O SENADO EM SÃO PAULO

Resposta estimulada e múltipla

Marta Suplicy (PT)                         32%
Quércia (PMDB)                            25%
Romeu Tuma (PTB)                       23%
Netinho (PCdoB)                           17%
Ciro (PTC)                                    15%
Moacyr Franco (PSL)                       8%
Ana Luiza (PSTU)                            5%
Aloysio Nunes (PSDB)                     5%
Dirceu Travesso (PSTU)                  2%
Marcelo Henrique (PSOL)                 2%
Serpa (PSB)                                   2%
Mazzeo (PCB)                                 1%
Ricardo Young (PV)                         1%
Toni Curiati (PP)                             1%
Em branco/ nulo/ nenhum             26%
Não sabe                                     34%

Fonte: Datafolha

 

Marta Suplicy (PT) lidera, com 32% das intenções de voto, a pesquisa Datafolha para o Senado em São Paulo divulgada nesta segunda-feira (16). O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

A disputa pela segunda vaga está entre  o ex-governador de SP Quércia (PMDB), com 25%, o senador Romeu Tuma (PTB). Netinho (PCdoB) vem em seguida, com 17%. Ciro (PTC) tem 15%.

O levantamento é o segundo realizado pelo instituto depois da oficialização das candidaturas. Na pesquisa anterior, Marta também apresentou os mesmos 32%. O segundo lugar estava praticamente empatado na primeira pesquisa, com Tuma com 22%, Quércia 21% e Ciro 19%.

O candidato Moacyr Franco (PSL) tem 8%. Na pesquisa anterior, ele tinha 9% das intenções de voto. Ana Luiza (PSTU), manteve os 5% que teve na pesquisa anterior. Aloizio Nunes (PSDB) aparece com 5%. Na anterior, tinha 4%. Dirceu Travesso (PSTU), Marcelo Henrique (PSOL) e Serpa (PSB) aparecem com 2% cada um. Já Mazzeo (PCB), Ricardo Yung (PV) e Toni Curiati (PP) têm 1% cada. João André Dorta (PCO) renunciou.

Votos brancos e nulos somaram 26%, e 34% disseram não saber em quem votar.

O Datafolha utilizou na pesquisa os nomes registrados pelos candidatos no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo. O levantamento, realizado de 9 a 12 de agosto, ouviu 2.040 eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

 

Aécio e Itamar estão na frente na corrida para o Senado em MG

Pesquisa Datafolha aponta 68% para tucano e 47% para ex-presidente.
Fernando Pimentel (PT) aparece em terceiro, com 20% das preferências.

INTENÇÃO DE VOTO PARA O SENADO EM MINAS GERAIS %
Resposta estimulada e múltipla
Aécio Neves (PSDB) 68%
Itamar Franco (PPS) 47%
Pimentel (PT) 20%
Marilda Ribeiro (PSOL) 3%
Miguel Martini (PHS) 3%
Betão (PCO) 2%
Rafael Pimenta (PCB) 2%
Alfredo (PRB) 2%
José João da Silva (PSTU) 2%
Efraim Moura (PSTU) 1%
Mineirinho (PSOL) 1%
Zito Vieira (PCdoB) 1%
Em branco/nulo/nenhum 15%
Não sabe 35%
Fonte: Datafolha

Se a eleição fosse hoje, Aécio Neves (PSDB) e Itamar Franco (PSB) seriam eleitos senadores por Minas Gerais, aponta pesquisa Datafolha encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo” divulgada nesta segunda-feira (16).

O ex-governador de Minas Gerais Aécio lidera com 68% das intenções de voto. O ex-presidente da República Itamar vem em segundo, com 47% das preferências. Fernando Pimentel (PT), ex-prefeito de Belo Horizonte, aparece em terceiro lugar, com 20% das intenções de voto.

O levantamento é o segundo realizado pelo instituto depois da oficialização das candidaturas. Na pesquisa anterior, Aécio tinha 62% e Itamar 41%. Fernando Pimentel aparecia com 23%.

Marilda Ribeiro (PSOL) e Miguel Martini (PHS) vêm em seguida, com 3% das intenções de voto cada. Na pesquisa anterior, Marilda tinha 4% e Martini, 2%.

Betão (PCO), Rafael Pimenta (PCB), Alfredo (PRB), José João da SIlva (PSTU) tiveram 2% cada, o mesmo índice do levantamento anterior. Efraim Moura (PSTU), Mineirinho (PSOL) e Zito Vieira (PCdoB) têm 1% cada. Efraim Moura tinha 2% na pesquisa anterior; os outros dois mantiveram o índice.

Outros 15% afirmaram que votariam em branco ou anulariam o voto. O percentual dos eleitores que não sabem em quem votar para o Senado atingiu 35%. O Datafolha consultou 1.264 eleitores em 51 municípios mineiros, de 9 a 12 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal regional Eleitoral com o número 59520/2010.

 

Corrida pelo Senado em PE tem Costa e Maciel na frente, diz Datafolha

Petista e democrata estão com 40% e 35%, respectivamente.
Armando Monteiro (PTB) e Raul Jungmann (PPS) vêm em seguida.

INTENÇÃO DE VOTO PARA O SENADO EM PERNAMBUCO
Resposta estimulada e múltipla
Humberto Costa (PT) 40%
Marco Maciel (DEM) 35%
Armando Monteiro (PTB) 25%
Raul Jungmann (PPS) 9%
Simone Fontana (PSTU) 2%
Hélio Cabral (PSTU) 2%
Jerônimo Ribeiro (PSOL) 2%
Renê Patriota (PV) 2%
Délio Mendes (PCB) 1%
Lairson Lucena (PRTB) 1%
Em branco/nulo/nenhum 26%
Não sabe 54%
Fonte: Datafolha

O ex-ministro da Saúde Humberto Costa (PT) e o senador Marco Maciel (DEM) lideram a disputa pelo Senado em Pernambuco, com, respectivamente, 40% e 35% das intenções de voto, segundo pesquisa Datalfolha divulgada nesta segunda-feira (16).

O levantamento é uma parceria entre a TV Globo e o jornal “Folha de S.Paulo”. A pesquisa aponta ainda Armando Monteiro (PTB) com 25%, seguido por Raul Jungmann (PPS), com 9%.

Essa é a segunda pesqusia realizada pelo instituto depois da oficialização das candidaturas. Na pesquisa anterior, Costa tinha 42% e Maciel 40%. Monteiro aparecia com 29% e Jungmann com 12%.

Na mais recente pesquisa, Simone Fontana (PSTU), obteve 2%. Na anterior, havia obtido 3%. Hélio Cabral (PSTU), Jerônimo Ribeiro (PSOL) e Renê Patriota (PV), mantiveram 2% cada. Délio Mendes (PCB) e Lairson Lucena (PRTB) também mantiveram 1% cada.

Declararam voto branco ou nulo 26% dos entrevistados, e 54% disseram não saber quem eleger ao Senado no estado. A pesquisa foi feita de 9 e 12 de agosto, com 1.904 entrevistas. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) com o número 37.813/2010.

 

Cristovam lidera intenção de voto ao Senado no DF, diz Datafolha

Rollemberg (PSB) e Abadia (PSDB) estão na briga pela segunda vaga.
Pesquisa Datafolha mostra ainda que 57% dos eleitores não decidiram voto.

INTENÇÃO DE VOTO PARA O SENADO NO DISTRITO FEDERAL
Resposta estimulada e múltipla
Cristovam Buarque (PDT) 44%
Rollemberg (PSB) 30%
Abadia (PSDB) 29%
Alberto Fraga (DEM) 11%
Pastor Milton Tadashi (PTN) 5%
Chico Sant’Anna (PSOL) 1%
Gerônimo (PSL) 1%
Moacir Bueno (PV) 1%
Robson (PSTU) 1%
Gilson Dobbin (PCO) 1%
Jorge Antunes (PSOL) 1%
Rosana Chaib (PCB) 1%
Cadu Valadares (PV) 0%
Em branco/nulo/nenhum 17%
Não sabe 57%
Fonte: Datafolha

O senador Cristovam Buarque (PDT) aparece em primeiro lugar, com 44% das preferências, em pesquisa de intenção de voto para o Senado no Distrito Federal (DF), aponta pesquisa Datafolha encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. Os números foram divulgados nesta segunda-feira (16).

Na corrida pela segunda vaga aparecem em seguida o deputado federal Rodrigo Rollemberg (PSB), com 30%, e Maria de Loudes Abadia (PSDB), com 29%.O levantamento é o segundo realizado pelo instituto depois da oficialização das candidaturas. Na pesquisa anterior, Cristovam tinha 42% e Rollemberg, 28%. Abadia aparecia com 23%.

Alberto Fraga (DEM) tem 11% das preferências, seguido pelo pastor Milton Tadashi (PTN), com 5% cada. No primeiro levantamento, Fraga tinha 6% e Tadashi 2%.

Os candidatos Chico Sant’Anna (PSOL), Gerônimo (PSL), Moacir Bueno (PV), Robson (PSTU), Gilson Dobbin (PCO), Jorge Antunes (PSOL) e Rosana Chaib (PCB) marcaram 1% das preferências cada. Na pesqusia anterior Sant’Anna tinha 2%. Gerônimo, Bueno e Robson tinham 1% cada um. Dobbin e Antunes não tinham alcançado 1% das intenções de voto, e Chaib não foi citada na pesquisa anterior. Já Cadu Valares (PV) não pontuou na pesquisa atual. Na anterior, Valadares tinha 1%.

O percentual de eleitores que diz não saber em quem votar ao Senado é de 57%. Entre os entrevistados, 17% declararam que irão votar em branco ou nulo.

O levantamento, realizado de 09 a 12 de agosto, incluiu 701 entrevistas. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) com o número 25232/2010.

 

César Maia reduz para 7 pontos vantagem de Crivella no RJ, mostra Datafolha

O senador Marcelo Crivella (PRB) continua o líder na disputa por uma das vagas do Estado do Rio de Janeiro no Senado, mas vê sua vantagem em relação ao segundo colocado diminuir.

Segundo pesquisa Datafolha feita de 9 a 12 de agosto, Crivella tem 40% das intenções de voto (tinha 42% em julho). Em segundo lugar está o ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM), com 33% (ele tinha 31% no levantamento anterior). A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Em terceiro lugar está Lindberg Farias (PT), ex-prefeito de Nova Iguaçu. O petista aparece com 22% das intenções de voto (ante 20% da pesquisa anterior).

Jorge Picciani (PMDB) aparece em quanto lugar, com 14% das intenções, seguido por Marcelo Cerqueira (PPS) e Waguinho (PT do B), com 6% cada um.

Em seguida vêm Milton Temer (PSOL), com 4%, Carlos Dias (PT do B), com 3%, e Claiton (PSTU), Wladimir Mutt (PCB) e Heitor (PSTU), com 1% cada um.

Brancos e nulos somam 25%, e 45% dos entrevistados estão indecisos.

Foram ouvidos 1.246 eleitores em 29 cidades do Estado do Rio de Janeiro. Está registrada no TSE sob o número 22769/2010. Os contratantes são a Folha e a Rede Globo.

 

Paim e Ana Amélia acirram disputa por segunda vaga ao Senado no RS, diz Datafolha

Enquanto Germano Rigotto (PMDB), ex-governador do Rio Grande do Sul, mantém a liderança na disputa por uma das vagas gaúchas no Senado Federal, Paulo Paim (PT) e Ana Amélia (PP) acirram a briga pelo segundo lugar nas intenções de voto.

Pesquisa Datafolha feita de 9 a 12 de agosto no Rio Grande do Sul, divulgada nesta segunda, registrou oscilações dentro da margem de erro (de três pontos percentuais, para mais ou para menos) nas intenções de voto dos três principais candidatos.

Rigotto passou de 41%, em julho, para 43%. Paim, que tinha 37%, agora tem 35% e está empatado numericamente com Ana Amélia, que passou de 33% para 35%.

Os outros candidatos estão bem atrás. Vera Guasso (PSTU) e José Schneider (PMN) receberam, cada um, 3% das citações. Roberto Gross (PTC) e Prof. Marcos Monteiro (PV) apareceram em seguida, com 2% cada um.

Lucas (PSOL), Berna Menezes (PSOL) e Abgail Pereira (PC do B) foram citados, cada um, por 1% dos entrevistados. Paulo Sanches, do PCB, renunciou à candidatura e foi substituído por Luis Carlos Drehmer (PCB), que apareceu com 1% das citações.

Afirmaram votar branco ou nulo 14% dos entrevistados, e 61% ainda não decidiram o voto.

A pesquisa foi feita com 1.196 eleitores de 46 cidades gaúchas. Está registrada no TSE sob o número 22762/2010. Os contratantes são a Folha e a RBS.

 

 

Fonte: AVOL

+ sobre o tema

Bolsonarismo ataca democracia de todas as formas

O risco democrático que o bolsonarismo representa não se...

Abolicionismo do século 21

Por: Edson França Completamos no dia 13 de...

O que pensa o ministro Arthur Chioro sobre a saúde da mulher – por: Fátima Oliveira

Preocupada com o silêncio sepulcral do novo ministro da...

Senador republicano adere a Obama

Folha de São Paulo quarta-feira, 29 de abril de...

para lembrar

Entidade critica uso eleitoral de ‘kit gay’ contra Haddad

Presidente de movimento LGBT diz que ataques a material...

Candidatos a prefeito e vice de Salvador declaram-se afrodescendentes

Quem pensou que não haveria candidato afrodescendente  disputando a...

Ciclo de palestras discutirá educação para diversidades

Por: Zíngara Caldas   A Secretaria de Estado da...

Os nobéis e a fórmula da felicidade em mercados sem dinheiro

O NEGÓCIO É "PAQUERAR MESMO COM POUCA CHANCE" Por: Fátima...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=