Em protesto contra Feliciano, deputados abandonam Comissão de Direitos Humanos

Deixaram seus cargos: Érika Kokay, Domingos Dutra, Padre Ton, Jean Wyllys e Chico Alencar

Por: Marina Marquez

Deputados da Frente Parlamentar dos Direitos Humanos, criada em oposição à permanência do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) à frente da CDHM (Comissão de Direitos Humanos e Minorias), decidiram sair do colegiado para aumentar a pressão para que o pastor deixe a presidência.

Ao todo, cinco deputados deixarão os cargos, quatro titulares e um suplente. A ideia é pedir às lideranças de outros partidos que também retirem suas indicações para que as votações não tenham quórum e os trabalhos sejam impossibilitados.

Deixaram a comissão Érika Kokay (PT-DF), Domingos Dutra (PT-MA), Padre Ton (PT-RO), Jean Wyllys (PSOL-RJ) e o suplente Chico Alencar (PSOL-RJ). De acordo com a deputada Érika, o objetivo da decisão é deslegitimar a CDHM.

— Tivemos uma discussão e tomamos a decisão de sair da Comissão de Direitos Humanos para não legitimá-la. Está absolutamente claro que ela não será um espaço democrático […] Queremos acabar com a farsa que está acontecendo no Congresso Nacional.

A CDHM tem 18 deputados e precisa de metade deles para deliberar, votar requerimentos e projetos. Os deputados que fazem oposição a Feliciano também estudam retirar os projetos que têm na comissão, também para impedir os trabalhos.

 

Carta do Deputado Jean Wyllys – uma ode ao estado Laico

Jean Wyllys – O começo de uma teocracia no Brasil?

 

Fonte: R7 

+ sobre o tema

Das 163 recomendações feitas pela ONU, Brasil cumpriu apenas uma

O Brasil cumpriu apenas uma das 163 recomendações formuladas...

Mais um líder guajajara é morto em terra indígena no Maranhão

O governo do Estado do Maranhão confirmou nesta terça-feira...

Os povos indígenas no Canadá lutam com ‘perda inimaginável’.

Tradução: Sara Wagner YorkRestos de 215 crianças indígenas foram...

para lembrar

spot_imgspot_img

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU em Genebra, na Suíça, com três principais missões: avançar nos debates...

Conselho de direitos humanos aciona ONU por aumento de movimentos neonazistas no Brasil

O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), órgão vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, acionou a ONU (Organização das Nações Unidas) para fazer um alerta...

Ministério lança edital para fortalecer casas de acolhimento LGBTQIA+

Edital lançado dia 18 de março pretende fortalecer as casas de acolhimento para pessoas LGBTQIA+ da sociedade civil. O processo seletivo, que segue até...
-+=