Em seis anos, apenas dois crimes de racismo foram julgados em Alagoas

Em seis anos, apenas dois processos sobre crimes de racismo chegaram ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL). Segundo o desembargador Tutmés Airan, o número de ações não condiz com a realidade vivida pela população negra no estado. O resultado dos dois processos que chegaram ao TJ/AL também é insatisfatório. Em um dos casos, o réu foi absolvido; no outro, o processo foi arquivado por falta de provas.

“As pessoas que sofrem esse preconceito ficam tão abaladas que esquecem que a prova testemunhal é primordial”, explica o advogado Alberto Jorge, presidente da Comissão de Minorias da OAB/AL, que já abriu mais de 50 processos de crime de racismo, mas a maioria também foi arquivada por falta de evidências.

Apesar da dura lei contra o racismo – considerado crime inafiançável e imprescritível, os magistrados não têm formação compatível, segundo Tutmés Airan. “A lei contra o racismo quase nunca é usada. No seu lugar, os crimes são classificados com injúria racial e o Judiciário sempre encara esse tipo de ofensa com certa normalidade”, criticou o desembargador.

Para membros de movimentos negros, o poder Judiciário ainda falha ao tratar o racismo. “A Justiça brasileira ainda não percebe que o Brasil é um país racista e precisa de leis”, afirmou a representante do Instituto Raízes de Áfricas, Arísia Barros.

 

 

Fonte: TNH1

+ sobre o tema

Família tem muro pichado com frases racistas em Ribeirão das Neves

As pichações têm os dizeres: “senzala”, “escravos à venda”,...

O plágio e o apagamento da intelectualidade negra

Nos últimos dias, tenho refletido muito sobre o porquê...

Diário do isolamento social, LAURIÑA

“quando morre um africano idoso, é como se queimasse...

para lembrar

Comentarista da ESPN vê “componente racista” em críticas a Cristóvão Borges

Talvez não exista outro técnico brasileiro no momento que...

Justiça nega habeas corpus, e PMs suspeitos de matar motoboy em SP permanecerão presos

A Justiça paulista negou habeas corpus para revogar...

Combate ao retrocesso nas cotas

"...Quando a universidade pública abriu as portas e ampliou...

PMs de Apucarana detém casal por racismo e agressividade

    Um casal foi detido por PMs de Apucarana, na...
spot_imgspot_img

Presos por racismo

A dúvida emergiu da condenação, pela Justiça espanhola, de três torcedores do Valencia por insultos racistas contra Vini Jr., craque do Real Madrid e da seleção brasileira. O trio...

Formação territorial do Brasil continua sendo configurada por desigualdades, diz geógrafo

Ao olhar uma cidade brasileira é possível ver a divisão provocada pela segregação espacial no território, seja urbano, seja rural. A avaliação é fruto...

Família de João Pedro protesta contra decisão que absolveu policiais

Os parentes do adolescente João Pedro, morto por policiais civis durante uma operação na comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo, no Grande Rio, em...
-+=