Emicida, Criolo e Baiana System gravam músicas autorais de Moa do Katendê

Mestre de capoeira foi morto em 2018 após discussão política com apoiador de Jair Bolsonaro

Artistas como Baiana System, BNegão, Emicida, Chico César, Rincon Sapiência, Criolo, Luedji Luna, Fabiana Cozza e Mateus Aleluia Filho farão releituras de músicas autorais do mestre de capoeira Moa do Katendê, morto em 2018, no disco “Raiz Afro Mãe”.

O primeiro single do trabalho, “Festa de Magia”, será lançado no dia 5 de agosto. Jasse, filha de Môa, também é uma das colaboradoras do disco.

Como mostrou a Folha, a família do capoeirista luta pela preservação de seu legado. Moa do Katendê foi morto com 13 golpes de faca horas depois do 1º turno das eleições para presidente da República, após uma discussão relacionada à disputa eleitoral.

O mestre de capoeira defendeu o candidato do PT, Fernando Haddad. Seu assassino, o barbeiro Paulo Sérgio, era um apoiador de Jair Bolsonaro, então no PSL.

+ sobre o tema

Chris Brown começa turnê no Brasil nesta quarta-feira

O rapper Chris Brown inicia nesta quarta-feira (19) sua...

Morte salvou Michael Jackson da falência

As finanças de Michael Jackson reviveram após a sua...

Modelo afirma ter recebido diamantes de Charles Taylor

Modelo afirma ter recebido diamantes de Charles Taylor. A modelo...

“5 x Favela – Agora Por Nós Mesmos” é arte engajada sem ser política

Um filme passado em favela no qual aguarda-se uma...

para lembrar

spot_imgspot_img

STJ autoriza família de Marielle a acessar investigação de crimes

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou nesta terça-feira (18) os parentes de Marielle Franco a ter acesso às provas da investigação que apura os mandantes do...

Estátua de Marielle Franco é inaugurada no Rio; dia tem outras homenagens pelos 5 anos da morte

A família de Marielle Franco inaugurou na manhã desta terça-feira (14) uma estátua da vereadora, cujo assassinato completou cinco anos — e ainda sem respostas sobre os...

“Marielle, presente!”: o legado da vereadora e ativista negra

“Marielle, presente!” Há cinco anos, o grito é ouvido em manifestações pelo país. Nele, está expressa a indignação pelo assassinato da vereadora Marielle Franco...
-+=