Estudo comprova que sentir-se só pode ser tão mortal quanto fumar

Praticamente todo mundo irá concordar que fumar é prejudicial à saúde. Pouca gente, no entanto, imagina que viver sozinho pode ser tão mortal quanto fumar 15 cigarros ao dia. A solidão também foi considerada como um fator de maior risco à saúde do que a obesidade.

Ambas descobertas foram apresentadas pela professora de psicologia e neurociência Julianne Holt-Lunstad, da Brigham Young University, durante a uma convenção americana de psicologia, realizada em agosto deste ano.

Para chegar a essa conclusão, a pesquisadora analisou 148 estudos, envolvendo mais de 300 mil pessoas. Entre os achados da pesquisa, uma descoberta surpreendente: os participantes com melhores laços sociais tinham seus riscos de morte prematura reduzidos em 50%.

Outro estudo reviu 70 pesquisas prévias envolvendo mais de 3 milhões de pessoas. Nesse caso, três características acenderam o sinal vermelho em termos de saúde: isolamento social, sentir-se sozinho e viver só. Cada um destes fatores apresentava isoladamente mais riscos de mortalidade do que a obesidade – isso vale inclusive para pessoas que tem muitos amigos, mas sentem-se sozinhas.

No Brasil, 14,4% da população – ou cerca de 70 milhões de pessoas – vive só. Ao Seeker, a pesquisadora lembrou que as descobertas deveriam servir para embasar políticas de estado, em que a socialização deveria ser vista como uma questão de saúde pública.

+ sobre o tema

Outubro Rosa: desafios na luta contra o câncer de mama em mulheres idosas

No cenário da campanha Outubro Rosa, que tem como...

Estudo indica que DSTs atingem mais os homens negros no Brasil

Fonte: Diário de Pernambuco - O total de homens negros...

Dennis de Oliveira: O plebiscito, os médicos e a contradição entre Casa Grande e Senzala

A presidenta Dilma Rousseff buscou retomar a iniciativa política...

Promotoras Legais Populares do Geledés recebem netos de Nelson Mandela em atividade de prevenção a AIDS

   Por: Nilza Iraci Fotos: Renato Oliveira As Promotoras Legais Populares do...

para lembrar

Estudo indica que DSTs atingem mais os homens negros no Brasil

Fonte: Diário de Pernambuco - O total de homens negros...

Risco e escolha

A noção de risco em saúde orienta o processo...

Cerca de 100 especialistas em HIV estavam em avião da Malásia

Mortes de dezenas de destacados especialistas na área provocam...

Vacina de hepatite A passa a ser oferecida em todo o país este mês

Paraná, São Paulo e Roraima eram últimos estados que...
spot_imgspot_img

Seminário promove debate sobre questões estruturais da população de rua em São Paulo, como moradia, trabalho e saúde

A Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos D. Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns...

A indiferença e a picada do mosquito

Não é preciso ser especialista em saúde para saber que condições sanitárias inadequadas aumentam riscos de proliferação de doenças. A lista de enfermidades que se propagam...

Mulheres pretas e pardas são as mais afetadas pela dengue no Brasil

Mulheres pretas e pardas são o grupo populacional com maior registro de casos prováveis de dengue em 2024 no Brasil. Os dados são do painel de...
-+=