EUA: pai de menino Adolf Hitler vai a tribunal com uniforme nazista

 

Um americano conhecido por dar o nome de Adolf Hitler a um de seus filhos compareceu a um tribunal vestido com um uniforme nazista para a audiência sobre a custódia de seu filho mais novo, informa a rede de notícias NBC.

Heath Campbell e sua ex-mulher Deborah Campbell ganharam notoriedade em dezembro de 2008 após um mercado da localidade de Greenwich, no Estado de Nova Jersey, se recusar a escrever Adolf Hitler Campbell no bolo de aniversário de três anos do filho mais velho do casal, que reclamou de discriminação.

Ele compareceu ao tribunal em Flemington, na segunda-feira, para saber se poderá visitar o seu filho mais novo, Heinrich Hons Campbell, 2 anos. O menino foi retirado do convívio dos pais em novembro de 2011, apenas 16 horas depois de nascer, segundo o pai.

Autoridades de Nova Jersey já tinham retirado os demais filhos do casal Adolf Hitler Campbell, 7 anos, JoyceLynn Aryan Nation Campbell, 6 anos, e Honzlynn Jeannie Campbell, 5 anos, do convívio do casal sob a alegação da ocorrência de violência doméstica na casa da família em Holland.

“Eu vou dizer ao juiz que amo meus filhos. Eu quero ser o pai deles, me deixem ser”, disse Campbell à NBC antes da audiência de segunda-feira. “Deixe eu provar ao mundo que posso ser um bom pai”.

“Eu nunca abusei das minhas crianças. Eu apenas dei a eles nomes que eu não acho mais apropriados”, disse Campbell, cujos quatro filhos tem nomes com influência nazista.

Ele diz que não vê nenhum de seus filhos há dois anos e que os três mais velhos foram adotados por outra família. “Basicamente, eles estão dizendo que por causa das minhas crenças nós não temos o direito constitucional de lutar pelos nossos filhos”, afirmou. Segundo ele, sua ex-mulher Deborah desistiu de lutar pela guarda das crianças.

Cambell compareceu ao tribunal vestido com um traje nazista completo, com a suástica no braço e botas de couro. Ele foi acompanhado por Bethanie White, que também estava com vestimentas nazistas. White faz parte da organização Hitler’s Order, fundada por Campbell em 2012.

Uma nova audiência sobre a guarda de Heinrich deve acontecer no final de junho.

 

Fonte:  Terra 

+ sobre o tema

Iza faz show em live para anunciar gravidez: ‘Parece que o mundo já mudou de cor’

A cantora Iza está grávida de seu primeiro filho....

Foi a mobilização intensa da sociedade que manteve Brazão na prisão

Poucos episódios escancararam tanto a política fluminense quanto a...

Selo Sesc lança Relicário: Dona Ivone Lara (ao vivo no Sesc 1999)

No quinto lançamento de Relicário, projeto que resgata áudios...

para lembrar

Carta de repúdio ao racismo praticado na formatura de História e Geografia da PUC

Durante a tradicional cerimônia de formatura da PUC, onde...

PARANÁ: Caso de racismo leva treinador a pedir demissão no estadual

  O treinador Agenor Picinin pediu demissão do...

‘Prefiro que a loira me atenda’, diz cliente a atendente negra em restaurante

Após ser atendida pela funcionária branca e de cabelos...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=