“Ex-gay”, Isidório promete se “travestir de bailarina”

“Alucinado”, o deputado Pastor Sargento Isidório protagonizou mais uma cena de comédia para uns e absurda para outros na Assembleia Legislativa; ele voltou a protestar contra criação do Conselho dos Direitos da População LGBT; depois de ‘orar’ pela derrubada da matéria (em vão), o deputado prometeu receber o governador Jaques Wagner “travestido de bailarina”; “O grupo gay quer queimar a rodinha e quer que isso seja regulamentado pelos deputados. A sociedade corre o risco de transformar a bicharada em patrimônio”

“Alucinado”, o deputado Pastor Sargento Isidório (PSC) protagonizou mais uma cena de comédia para uns e absurda para outros na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) nesta terça-feira (28). Deputado religioso voltou a protestar contra criação do Conselho Estadual dos Direitos da População de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT).

Na votação do projeto em segundo turno no plenário da Casa, Isidório ‘orou’ pela derrubada do conselho e ainda ameaçou obstruir a votação.

Apesar do protesto, matéria foi aprovada e segue para sanção do governador Jaques Wagner (PT). É aí que está o ponto alto do protesto de Isidório. Wagner irá à Assembleia no dia 3 próximo fazer a tradicional abertura dos trabalhos do Legislativo e se encontrará com o deputado “travestido de bailarina”.

“Se aprovar o projeto vou receber o governador travestido de bailarina. Virei travestido de gay”, disse Isidório aos colegas, segundo matéria do site Bahia Notícias.

Em momento conturbado, o deputado religioso disse que aprovação do projeto foi estúpida e fez novas declarações polêmicas.

“O grupo gay quer queimar a rodinha e quer que isso seja regulamentado pelos deputados. A sociedade corre o risco de transformar a bicharada em patrimônio”.

Amigo e correligionário do também polêmico deputado Marco Feliciano, Isidório ganhou o noticiário nacional depois de declarar “ex-homossexual”, “ex-drogado” e “ex-bandido”.

Fonte: Brasil 247

 

+ sobre o tema

Após alerta de risco de câncer, Coca pode mudar fórmula de corante

Pesquisa americana afirma que substância seria cancerígena.Fabricante diz que...

Negros têm acesso às universidades na velhice

Ministra revela que negros ainda sofrem discriminação no país D´Acelino...

para lembrar

27 ideias de tatuagens feministas

Que tal eternizar na pele seus ideais de luta...

Vereadores de SP aprovam lei que permite presença de doulas em hospitais e maternidades da cidade

Vereadores de São Paulo aprovaram na última quarta-feira (7)...

Ato na USP cobra ação de diretor sobre ‘ranking sexual’ em Piracicaba

Grupo se reuniu em frente à diretoria da universidade...
spot_imgspot_img

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...

Ministério da Gestão lança Observatório sobre servidores federais

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) lança oficialmente. nesta terça-feira (28/3) o Observatório de Pessoal, um portal de pesquisa de...
-+=