Pernambuco: Exposição comemora dia da mulher negra latino-americana e caribenha

“Oficina Guaianases de gravuras: um olhar feminino” é título da mostra.
Tereza Costa Rêgo e Guita Charifker estão entre as artistas que expõem.

Obras de artistas que ressaltam o corpo feminino estão em exposição no Museu da Abolição (MAB), na Zona Norte do Recife, a partir da sexta (25). A mostra “Oficina Guaianases de gravuras: um olhar feminino” marca o Dia Internacional da Mulher Afro latino-americana e caribenha e o Dia Nacional de Tereza de Benguela, comemorado no dia 25 de julho. Peças de Ana Lisboa, Jeanine Uchoa e Tereza Costa Rêgo são algumas das escolhidas para serem exibidas ao público. A entrada é gratuita.

A abertura acontece na sexta, às 18h, e as visitações vão até dia 30 de setembro, das 9h às 17h, de segunda à sexta, e das 13h às 17h, aos sábados. A exposição é feita em parceria com o Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e tem curadoria do artista plástico Rinaldo Silva. As artistas Guita Charifker, Inalda Xavier, Isa Pontual, Maria Carmem, Marisa Lacerda, Marisa Varella, Teresa Pacomio e Liliana Dardot também terão obras na mostra.

A intenção da mostra é deixar em evidência a poética do corpo feminino nas imagens trabalhadas. A Oficina Guaianases de Gravuras é um dos movimentos artísticos do estado de Pernambuco. Com repercussão nacional, o movimento tem muita participação das mulheres, que usam as pedras litográficas para criar formas, expressões e texturas.

Serviço
Oficina Guaianases de Gravuras: um olhar feminino
Museu da Abolição – Rua Benfica, nº 1150, Madalena
Da sexta (25) até dia 30 de setembro
Das 9h às 17h, de segunda à sexta, e das 13h às 17h, aos sábados
Mais informações: (81) 3228.3248
Entrada gratuita

 

Fonte: G1 

+ sobre o tema

para lembrar

Caneladas do Vitão: Uma vez Anielle, sempre Marielle 2

Brasil, meu nego, deixa eu te contar, a história...

Dizem que `num´pega, mas um dia ainda vão aprender que pega

Domingo passado, folheando revistas velhas, bati o olho numa...

Primeira vereadora negra eleita em Joinville é vítima de injúria racial e ameaças

A vereadora Ana Lúcia Martins (PT) é a primeira...
spot_imgspot_img

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Comida mofada e banana de presente: diretora de escola denuncia caso de racismo após colegas pedirem saída dela sem justificativa em MG

Gladys Roberta Silva Evangelista alega ter sido vítima de racismo na escola municipal onde atua como diretora, em Uberaba. Segundo a servidora, ela está...

Uma mulher negra pode desistir?

Quando recebi o convite para escrever esta coluna em alusão ao Dia Internacional da Mulher, me veio à mente a série de reportagens "Eu Desisto",...
-+=