Federação Russa de Atletismo quer naturalizar atletas africanos para melhorar resultados

O presidente da Federação Russa de Atletismo, Valentin Balakhnichev, declarou ser a favor da naturalização de atletas negros para que o país volte a alcançar posição de destaque no esporte.

Em entrevista ao jornal Novye Izvestia, da Rússia, o mandatário associou os bons desempenhos de Grâ-Bretanha e França à presença de atletas afrodescendentes em suas equipes.

– Os recentes resultados do campeonato europeu, em Zurique, dominados por Grã-Bretanha e França, não nos deixam outra conclusão. Os atletas negros, que são a base da equipe da Grã-Bretanha, conquistaram 14 das 23 medalhas do país – analisou.

Em Zurique, a Rússia conquistou 22 medalhas, sendo apenas três de ouro e terminou o campeonato na quarta posição na classificação geral. Neste ano, vários atletas quenianos manifestaram o desejo de se naturalizarem russos e chegaram a disputar as provas de 5.000m e 3.000m com obstáculos, no torneio de Kazan, mas nenhum subiu ao pódio.

Fonte: Yahoo

+ sobre o tema

Lopito Feijóo fala sobre literatura africana na casa de cultura do Campo Limpo dia 22/09

O escritor Lopito Feijóo encontra-se no estado brasileiro de...

Livro reúne ideias dos principais pensadores africanos do século 20

Para o professor José Rivar Macedo, organizador da obra,...

Hoje É Dia De África

O Dia da África comemora-se anualmente a 25 de...

Tribos de Wakanda e suas inspirações na cultura Africana

O filme solo do rei de Wakanda, T’Challa, chegou aos...

para lembrar

spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Bicampeão olímpico de atletismo sobrevive após queda de avião no Quênia

O bicampeão olímpico nos 800 metros David Rudisha, do Quênia, escapou ileso de um acidente de avião quando voltava de um evento esportivo no fim de semana. O...
-+=