Ferida em ato contra posse de Michel Temer diz que perdeu a visão do olho esquerdo

Deborah Fabri, ativista ferida na noite de quarta-feira (31), durante o ato contra o presidente Michel Temer se manifestou nesta quinta-feira (1) nas redes sociais, e contou que perdeu a visão do olho esquerdo.

Do Brasil Post

Segundo o coletivo Jornalistas Livres, ela foi atingida por um estilhaço de bomba no olho. Os óculos que a estudante usava no momento do ataque foram dilacerados.

“Perdi meu olho, meu olho não está aqui”, disse ela à equipe do site.

Segundo o G1, ela foi socorrida e levada para o Hospital das Clínicas, e de lá encaminhada para o Hospital dos Olhos, no Paraíso. Ainda de acordo com o portal da Globo, ela teve alta nesta manhã.

O protesto na capital paulista contra o presidente Michel Temer terminou com repressão, bombas da PM e quebra-quebra.

A manifestação teve início por volta das 20h na avenida Paulista, de onde seguiu para a rua da Consolação. A PM disparou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a multidão na altura da rua Caio Prado.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram o momento que os artefatos são disparados na direção de manifestantes que caminhavam pacificamente.

Além de Fari, pelo menos mais uma mulher foi ferida durante um protesto, após um carro ir em direção aos manifestantes. Nas redes sociais, porém, há mais relatos de feridos.

+ sobre o tema

As mães negras precisam ser cuidadas

Nós, mães negras, ouvimos o tempo todo que precisamos...

Inocente ficou sete meses na prisão

Acusado de sete estupros, o dentista André Luiz Medeiros...

Grupo Pedras Negras – GPN

O Grupo Pedras Negras (GPN) foi um coletivo de...

para lembrar

O partido único da mídia

Ao se fixar nos seus próprios dogmas, desprezando o...

Caso Doroty : Especialistas veem chance de 4º julgamento de fazendeiro

Por:JOÃO CARLOS MAGALHÃES   Especialistas em direito penal...
spot_imgspot_img

Evento do G20 debate intolerância às religiões de matriz africana

Apesar de o livre exercício de cultos religiosos e a liberdade de crença estarem garantidos pela Constituição brasileira, há um aumento relevante de ameaças...

Raça e gênero são abordados em documentos da Conferência de Bonn

A participação de Geledés - Instituto da Mulher Negra na Conferência de Bonn de 2024 (SB 60), que se encerrou na última quinta-feira 13,...

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...
-+=