Fifa orienta 32 seleções do Mundial a ajudarem Haiti

Entidade ‘aconselha’ equipes a doarem 2% da renda de amistosos para ajudar país

 

Depois de doar cerca de R$ 5,5 milhões às vítimas dos terremotos que devastaram o Haiti, a Fifa tomou outra iniciativa com o objetivo de ajudar a reconstruir o país caribenho e, desta vez, contará com a ajuda de alguns de seus afiliados.

A entidade que comanda o futebol mundial enviou cartas aos 32 países participantes da próxima Copa do Mundo avisando que, por determinação do artigo 73.1 dos estatutos da Fifa, ficou definido que 2% da renda de todos os amistosos envolvendo essas equipes no período entre 1º de março e 11 de junho (data do início da Copa) serão doados às vítimas do Haiti.

Copa vira vitrine para estrelas de segundo escalação

Além da doação “forçada”, o dirigente espera contar com o bom senso e a solidariedade de todos para engordar ainda mais o pacote final das doações, explica Blatter.

– Pedimos um esforço extra e uma doação adicional de mais 2% da renda para que possamos ter um total combinado de 4%, pois o Haiti está muito necessitado.

A Fifa recolherá todas as doações e as aplicará no Fundo Especial para o Haiti antes de entregá-las a quem é de direito.

Fonte: R7

+ sobre o tema

Elza Soares eternizada na região da Paulista

Em parceria, a Fibra Experts e a Brookfield realizam...

para lembrar

Consciência Negra programação Maranhão 2011

20/11 Inauguração simbólica do Museu Histórico Afro Gonzaguense Ivaldo da...

Ferdinand defende-se de caso de racismo contra Cole

O julgamento do caso de racismo de Terry...
spot_imgspot_img

14 de maio e a Revolta dos Malês

Quem passa pelo Campo da Pólvora, em Salvador, nem imagina que aquela praça, onde ironicamente hoje se encontra o Fórum Ruy Barbosa, foi palco...

6 brasileiros que lutaram pelo fim da escravidão no Brasil

O fim da escravidão no Brasil completa 136 anos em 13 de maio deste ano. Em 1888, a princesa Isabel, filha do imperador do Brasil Pedro 2º,...

Mães e Pais de Santo criam rede de solidariedade para apoiar comunidades de matriz africana afetadas no Sul

Quando a situação das enchentes se agravou no Rio Grande do Sul, Ialorixás e Babalorixás da cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre,...
-+=