Fotógrafo registra os últimos sobreviventes do nascimento do blues no Mississipi

O trabalho de Lou Bopp resgata parte importante da cultura americana em rostos menos conhecidos que os de BB King e Howlin Wolf

No Catraca Livre

O fotógrafo Lou Bopp passou os últimos seis sete anos registrando as rugas, mãos calejadas, rostos marcados e almas vivas dos homens agora idosos que, em outras épocas, foram os representantes do Delta Blues do Mississipi.

O blues originários do Delta do Mississipi surgiu por volta da virada do século 19, combinando mensagens de desespero e esperança, gaitas e cordas de violão. Bopp conta que, quando começou a frequentar a região, foi apresentado a toda uma geração de músicos que presenciaram parte do nascimento do gênero, mas que infelizmente estão chegando a seus últimos anos de vida.

As fotografias de Bopp agem como documentos históricos, capturando o espírito de uma cultura norte-americana que em breve poderá ser perdida. Dos arranhões na guitarra até as gotas de suor em seus rostos, cade detalhe contribui para contar a história do blues.

Nem todos tiveram o sucesso de Robert Johnson, BB King ou Muddy Waters, mas alguns foram influentes dentro do blues e não tiveram o devido reconhecimento. Agora, ficarão registrados para a eternidade.

Confira algumas imagens.

Robert “Bibo” Walker. (Crédito: Lou Bopp)
Robert “Bibo” Walker. (Crédito: Lou Bopp)
Mr. Johnnie Billington. (Crédito: Lou Bopp)
Mr. Johnnie Billington. (Crédito: Lou Bopp)
Big George Brock. (Crédito: Lou Bopp)
Big George Brock. (Crédito: Lou Bopp)
Leo Bud Welch. (Crédito: Lou Bopp)
Leo Bud Welch. (Crédito: Lou Bopp)
Kink Lloyd. (Crédito: Lou Bopp)
Kink Lloyd. (Crédito: Lou Bopp)
TL Williams. (Crédito: Lou Bopp)
TL Williams. (Crédito: Lou Bopp)
Jimmy Anderson. (Crédito: Lou Bopp)
Jimmy Anderson. (Crédito: Lou Bopp)
RL Boyce. (Crédito: Lou Bopp)
RL Boyce. (Crédito: Lou Bopp)
LC Ulmer. (Crédito: Lou Bopp)
LC Ulmer. (Crédito: Lou Bopp)
T Model Ford. (Crédito: Lou Bopp)
T Model Ford. (Crédito: Lou Bopp)
Cadillac John Nolan. (Crédito: Lou Bopp)
Cadillac John Nolan. (Crédito: Lou Bopp)
Rufus Roach. (Crédito: Lou Bopp)
Rufus Roach. (Crédito: Lou Bopp)
Pat Thomas. (Crédito: Lou Bopp)
Pat Thomas. (Crédito: Lou Bopp)
Monroe Jones. (Crédito: Lou Bopp
Monroe Jones. (Crédito: Lou Bopp
James “Sugar Chikan” Johnson. (Crédito: Lou Bopp)
James “Sugar Chikan” Johnson. (Crédito: Lou Bopp)

+ sobre o tema

Círculo Áfricas: contribuições de intelectuais e artistas africanos no Brasil

O Projeto Círculos Áfricas tem como objetivo organizar...

Buenaventura vive la más dura epidemia de las desapariciones

  La presencia de las autoridades no ha...

“Vogue Itália” lança edição especial só com Barbies negras

Após provocar burburinho no mundo da moda com a...

Chávez, PSUV y Afrodescendientes

Por: Jesùs Chucho Garcia "Somos afrodescendientes. Unámonos pues,...

para lembrar

Quem foi Luiz Gama, figura-chave no movimento abolicionista brasileiro

Faz 25 anos que a pesquisadora Ligia Fonseca Ferreira...

Obras completas de Luiz Gama são lançadas na Faculdade de Direito

Nesta sexta-feira, dia 1º, às 17h30, a Faculdade de...
spot_imgspot_img

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...

iAMO lança seu programa de residência artística audiovisual durante Festival de Cannes

O Instituto Audiovisual Mulheres de Odun (iAMO), presidido pela cineasta Viviane Ferreira, anuncia na sexta-feira, 17 de maio, o lançamento do seu Programa de...

Álbum de Lauryn Hill é considerado melhor da história em lista da Apple Music; veja ranking

Uma lista publicada pela Apple Music elegeu os 100 melhores álbuns de todos os tempos. Em primeiro lugar, a escolha foi para 'The Miseducation...
-+=