Francesa pega 9 meses de prisão por racismo contra ministra

Uma ex-candidata às eleições municipais de março pelo partido de extrema-direita francês Frente Nacional foi condenada nesta terça-feira a nove meses de prisão e ficará inelegível por cinco anos por ter feito comentários de cunho racista sobre a ministra da Justiça francesa, Christiane Taubira. O tribunal de Caiena, capital da Guiana Francesa, foi o encarregado do processo contra Anne-Sophie Leclère, candidata à prefeitura de Rethel (norte), aberto por um movimento social da região.

A corte foi além das requisições do Ministério Público ao pronunciar a sentença, agregada de uma multa de 50 mil euros (cerca de R$ 160 mil). O tribunal também prevê uma multa de 30 mil euros à Frente Nacional.

Um reportagem exibida em 17 de outubro de 2013 pelo canal France 2 questionou a então candidata, filiada à legenda desde 2012, sobre uma montagem compartilhada em sua página pessoal no Facebook. A montagem trazia a imagem de um filhote de macaco ao lado da foto da ministra, com os dizeres “aos 18 meses” e “agora”. Perguntada sobre o teor preconceituoso da publicação, Leclère, uma comerciante de 33 anos, disse que a imagem não tinha “nada a ver com racismo”.

“Essa foto era para ser engraçada. A imagem foi postada na minha página no Facebook e eu inclusive a apaguei alguns dias depois. Ela não é de minha autoria”, justificou.

Leclère foi afastada da Frente Nacional no dia 3 de dezembro. No ano passado, a ministra da Justiça francesa foi alvo de diversos ataques racistas.

Nascida na Guiana, Christiane Taubira, ícone da esquerda no país, provoca a ira da ala conservadora por defender causas polêmicas, como a institucionalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Evangélica, Benedita defende estado laico e lamenta racismo: “Horrível”

“Mulher, negra e favelada”. Esse já foi o slogan...

Racismo mata: o caso do Carrefour e outros tantos Brasil adentro

20 de Novembro é Dia da Consciência Negra. Conquista...

As consequências reais do racismo virtual

ONG "Criola" lança campanha para combater o racismo praticado...

para lembrar

spot_imgspot_img

SC tem alta de 51% nos casos de injúria racial e lidera denúncias do crime no país

Em Santa Catarina, seis pessoas procuraram a polícia por dia, em média, para denunciar casos de injúria racial em 2023. No ano passado, 2.280 pessoas sofreram ofensas...

O destino dos negros

A semana em que o Estatuto da Igualdade Racial (lei 12.288/2010) completou 14 anos foi repleta de notícias que atestam o quanto o Brasil está longe...

Roda de samba no Centro do Rio registra dupla imitando macacos em evento: ‘não será tolerado’

O PedeTeresa, roda de samba que acontece na Praça Tiradentes, no Centro do Rio, compartilhou um vídeo de uma dupla imitando macacos em um...
-+=