Guest Post »

Galvão Bueno ‘esnoba’ feitos de Bolt e é repreendido por Glória Maria

O mundo parou para acompanhar a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016 nesta sexta-feira (5) no estádio do Maracanã. No Brasil, que acompanhou a transmissão pela Rede Globo viu Galvão Bueno narrar o espetáculo ao lado de Glória Maria e dos repórteres  Marcos Uchôa e Renato Ribeiro. E o que não faltaram debates e “discussões” entre eles. 

Por por Danielle Barbosa , do Torcedores 

Galvão Bueno e Glória Maria, por exemplo, protagonizaram uma discussão sobre os feitos do jamaicano Usain Bolt, referência do atletismo mundial, multicampeão olímpico e mundial, e  recordista mundial dos 100 e 200 metros rasos.

Enquanto a Jamaica desfilava com sua delegação, Glória Maria lembrou de uma recente entrevista que fez com o Bolt durante sua passagem pelo país. Ela destacou que o velocista estava confiante em mais uma medalha de ouro, apesar das lesões. “Ele garantiu que chegaria ao Rio bem e para brigar por mais uma medalha.”

“O Bolt quer conquistar o tricampeonato olímpico para se igualar a Pelé (tricampeão mundial com a seleção brasileira) e  Muhammad Ali (tricampeão mundial de boxe)”, revelou a jornalista. Nesta momento, Galvão Bueno a repreendeu e disse que o jamaicano está muito longe de se igualar ao atletas citados e que os feitos de Bolt não podem ser comparados aos de Pelé e Muhammad Ali.

“Para o Bolt ser igual ao Pelé precisará nascer novamente. Nós temos muitos tricampeões”, disse Galvão Bueno. “Mas com a marca dele não”, frisou Glória Maria, colocando Bolt como um dos maiores da história.

O repórter Marcos Uchôa entrou na discussão e fez coro com a opinião da jornalista, mas antes que o clima pudesse “esquentar”, Galvão mudou de assunto encerrando o debate.

E como não poderia ser diferente, o clima tenso entre os comentaristas não passaram desapercebidos pelos internautas, que comentaram sobre o ocorrido nas redes sociais.

Related posts