Galvão Bueno ‘esnoba’ feitos de Bolt e é repreendido por Glória Maria

O mundo parou para acompanhar a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016 nesta sexta-feira (5) no estádio do Maracanã. No Brasil, que acompanhou a transmissão pela Rede Globo viu Galvão Bueno narrar o espetáculo ao lado de Glória Maria e dos repórteres  Marcos Uchôa e Renato Ribeiro. E o que não faltaram debates e “discussões” entre eles. 

Por por Danielle Barbosa , do Torcedores 

Galvão Bueno e Glória Maria, por exemplo, protagonizaram uma discussão sobre os feitos do jamaicano Usain Bolt, referência do atletismo mundial, multicampeão olímpico e mundial, e  recordista mundial dos 100 e 200 metros rasos.

Enquanto a Jamaica desfilava com sua delegação, Glória Maria lembrou de uma recente entrevista que fez com o Bolt durante sua passagem pelo país. Ela destacou que o velocista estava confiante em mais uma medalha de ouro, apesar das lesões. “Ele garantiu que chegaria ao Rio bem e para brigar por mais uma medalha.”

“O Bolt quer conquistar o tricampeonato olímpico para se igualar a Pelé (tricampeão mundial com a seleção brasileira) e  Muhammad Ali (tricampeão mundial de boxe)”, revelou a jornalista. Nesta momento, Galvão Bueno a repreendeu e disse que o jamaicano está muito longe de se igualar ao atletas citados e que os feitos de Bolt não podem ser comparados aos de Pelé e Muhammad Ali.

“Para o Bolt ser igual ao Pelé precisará nascer novamente. Nós temos muitos tricampeões”, disse Galvão Bueno. “Mas com a marca dele não”, frisou Glória Maria, colocando Bolt como um dos maiores da história.

O repórter Marcos Uchôa entrou na discussão e fez coro com a opinião da jornalista, mas antes que o clima pudesse “esquentar”, Galvão mudou de assunto encerrando o debate.

E como não poderia ser diferente, o clima tenso entre os comentaristas não passaram desapercebidos pelos internautas, que comentaram sobre o ocorrido nas redes sociais.

+ sobre o tema

Três anos da morte do menino Miguel no Recife

Neste 2 de junho, a morte do menino Miguel Otávio...

Ray Charles é homenageado nos EUA e ganha coleção de selos com seu rosto

Uma das lendas da música mundial, Ray Charles...

Beyoncé canta Tina Turner em espetáculo futurista da nova turnê ‘Renaissance’

Numa performance brilhante, Beyoncé fez o primeiro de seus cinco shows...

Cantora Shelby Mata revela talento no Kora

Por: Mário Cohen Shelby da Mata, de nome...

para lembrar

Noiva negra: Com que roupa eu vou?

A maioria das mulheres quase todos os dias tem...

Nova rainha de bateria da Portela, Sheron Menezes visita barracão da escola

Sheron Menezes já começou a viver seus dias de rainha...
spot_imgspot_img

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...
-+=