Galvão Bueno ‘esnoba’ feitos de Bolt e é repreendido por Glória Maria

O mundo parou para acompanhar a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016 nesta sexta-feira (5) no estádio do Maracanã. No Brasil, que acompanhou a transmissão pela Rede Globo viu Galvão Bueno narrar o espetáculo ao lado de Glória Maria e dos repórteres  Marcos Uchôa e Renato Ribeiro. E o que não faltaram debates e “discussões” entre eles. 

Por por Danielle Barbosa , do Torcedores 

Galvão Bueno e Glória Maria, por exemplo, protagonizaram uma discussão sobre os feitos do jamaicano Usain Bolt, referência do atletismo mundial, multicampeão olímpico e mundial, e  recordista mundial dos 100 e 200 metros rasos.

Enquanto a Jamaica desfilava com sua delegação, Glória Maria lembrou de uma recente entrevista que fez com o Bolt durante sua passagem pelo país. Ela destacou que o velocista estava confiante em mais uma medalha de ouro, apesar das lesões. “Ele garantiu que chegaria ao Rio bem e para brigar por mais uma medalha.”

“O Bolt quer conquistar o tricampeonato olímpico para se igualar a Pelé (tricampeão mundial com a seleção brasileira) e  Muhammad Ali (tricampeão mundial de boxe)”, revelou a jornalista. Nesta momento, Galvão Bueno a repreendeu e disse que o jamaicano está muito longe de se igualar ao atletas citados e que os feitos de Bolt não podem ser comparados aos de Pelé e Muhammad Ali.

“Para o Bolt ser igual ao Pelé precisará nascer novamente. Nós temos muitos tricampeões”, disse Galvão Bueno. “Mas com a marca dele não”, frisou Glória Maria, colocando Bolt como um dos maiores da história.

O repórter Marcos Uchôa entrou na discussão e fez coro com a opinião da jornalista, mas antes que o clima pudesse “esquentar”, Galvão mudou de assunto encerrando o debate.

E como não poderia ser diferente, o clima tenso entre os comentaristas não passaram desapercebidos pelos internautas, que comentaram sobre o ocorrido nas redes sociais.

+ sobre o tema

Reinvenção do futebol: bola e arte para vencer o racismo

Em comemoração ao dia da Consciência Negra, o jornal...

Josephine Baker

Josephine Baker (03 de junho de 1906 –...

Chael Sonnen lutou dopado contra Anderson Silva

Foto UFC O americano versado...

para lembrar

O canto negro de Candeia

Relançamento de três discos do sambista Candeia revelam suas...

Contraprova confirma doping da corredora Simone Alves

Atleta está suspensa por uso do hormônio eritropoietina, que...

Revista elege seleção de 70 como a melhor equipe esportiva da história

Na votação, foram lembrados também o Dream Team dos...
spot_imgspot_img

Casa onde viveu Lélia Gonzalez recebe placa em sua homenagem

Neste sábado (30), a prefeitura do Rio de Janeiro e o Projeto Negro Muro lançam projeto relacionado à cultura da população negra. Imóveis de...

No Maranhão, o Bumba meu boi é brincadeira afro-indígena

O Bumba Meu Boi é uma das expressões culturais populares brasileiras mais conhecidas no território nacional. No Maranhão, esta manifestação cultural ganha grandes proporções...

À Glória o que é de Glória

Nos deixa no dia de hoje, 02 de fevereiro consagrado à rainha das águas, um dos ícones da TV brasileira. Pelo prisma da afrocentricidade,...
-+=