sábado, setembro 18, 2021
InícioQuestão RacialCasos de RacismoGarçonete denuncia que foi vítima de racismo após cliente discordar da conta...

Garçonete denuncia que foi vítima de racismo após cliente discordar da conta no bar: ‘Preta feia’

Funcionária contou ainda que o pai da cliente foi ao local, mostrou que estava armado e fez ameaças. Caso foi registrado na Polícia Civil.

A garçonete de um bar de Anápolis, a 55 km de Goiânia, denunciou que sofreu racismo de uma cliente que reclamou do valor da conta. No boletim de ocorrências, Kássia Morgana Rodrigues registrou que a mulher a chamou de “inútil” e “preta feia”. A funcionária, que tem 26 anos, disse ainda que o pai da cliente foi ao local e exibiu uma arma, ameaçando os funcionários.

“Ela falou: ‘Você tem que desamarrar esse coque horrível, você é negra. Você tem que desamarrar esse cabelo velho e feio. Você não merece estar aqui, não merece esse serviço, amanhã eu vou mandá-lo [patrão] te demitir’”, disse Kássia.

A garçonete trabalha no local há dois anos e disse que jamais tinha sofrido qualquer ofensa até a última quinta-feira (3), quando a cliente ficou insatisfeita ao receber a conta e começou a fazer os insultos.

A cliente foi orientada pelos funcionários e responsáveis pelo estabelecimento a deixar o bar. Porém, segundo testemunhas, ela disse que voltaria com o pai, que seria policial. Dois dias depois, no sábado (5), o homem chegou ao estabelecimento cobrando satisfações.

Segundo a garçonete, o homem levantou a camisa, mostrando que estava armado. Diante das ameaças, Kássia conta que se sente insegura.

“O pai dela me ameaçou. Eu quero uma medida protetiva contra ele. Eu não o conheço, não sei que é”, disse.

Kássia, que segue trabalhando no bar, registrou o caso na Polícia Civil. Ela deve prestar depoimento nesta segunda-feira (7). A cliente e o pai ainda serão intimados. A corporação informou que o caso foi enquadrado como injúria racial e ameaça.

O bar onde a garçonete trabalha informou que registrou ocorrência juntamente com a funcionária. “Ela tem todo nosso apoio para levar o caso adiante. Toda a equipe de trabalho está empenhada na recuperação emocional dela”, completou a direção do estabelecimento.

RELATED ARTICLES