segunda-feira, outubro 3, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoGays enchem orla de cores e exigem fim de preconceito

Gays enchem orla de cores e exigem fim de preconceito

Fonte: JC Online –

Gays, lésbicas e simpatizantes do movimento homossexual estarão na beira-mar do Recife, das 9h às 17h deste domingo, para denunciar o preconceito e a homofobia no Estado de Pernambuco. A oitava edição da Parada da Diversidade ocupará dois quilômetros da orla de Boa Viagem, na Zona Sul, com palco, dez trios elétricos, artistas locais e um público estimado em 200 mil pessoas pelos organizadores. Expectativa superior aos 80 mil que acompanharam o desfile no ano passado.

O evento, organizado pelo Fórum de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros (LGBT) de Pernambuco, não é só uma festa. “É uma oportunidade de chamar a atenção da sociedade para nossa luta”, diz Rildo Veras, representante do Movimento Gay Leões do Norte no Fórum LGBT.

Eles também aproveitarão a oportunidade para divulgar e defender a aprovação do Projeto de Lei nº 122, de 2006, que torna crime a discriminação e o preconceito contra homossexuais.

 

Blog de Jamildo fará transmissão ao vivo, a partir das 11h

Este ano, o tema do desfile – Homofobia dói, machuca e mata – remete tanto ao projeto de lei quanto aos crimes praticados contra homossexuais no Estado.

“Foram 28 homicídios no ano passado, é o lado cruel de ser gay em Pernambuco”, observa Rildo Veras. Ele acrescenta que o governo, diferentemente da Prefeitura do Recife, não tem políticas públicas para o grupo LGBT. “O município tem uma gerência para cuidar do assunto na Secretaria de Direitos Humanos e mais duas leis que punem a discriminação”, comenta.

Pela segunda vez na Avenida Boa Viagem, a Parada da Diversidade era realizada na Avenida Conde da Boa Vista, Centro do Recife. “Infelizmente, a nova arrumação da Conde da Boa Vista, reduto de todos os movimentos sociais, dificulta a circulação de trios elétricos”, lamenta.

O desfile de hoje começa na frente do antigo Hotel Savaroni, onde está montado o palco dos artistas, e termina no Segundo Jardim.

Artistas como Jaíne Elner, Michele Monteiro, Nenas Farias e a Banda sem Razão, que se apresentam em boates específicas do público LGBT, estarão no palco e nos trios elétricos. A concentração tem início às 9h e o desfile, entre 12h e 12h30.

São esperadas caravanas de Alagoas, Sergipe, Paraíba, Rio Grande do Norte e do interior de Pernambuco. “Temos confirmações de grupos do Sertão, Agreste e Zona da Mata, principalmente da Mata Norte”, diz Rildo Veras.

A Parada da Diversidade conta com apoio da Prefeitura do Recife. Além de fornecer palco, som, luz e banheiros químicos, o município levará para o desfile duas Freviocas decoradas com as cores do arco-íris. O secretário de Cultura da cidade, Renato L, vai atuar como DJ numa das Freviocas, com os DJ´s do Coletivo Sem Loção, Lala K, Rebel K e Felipe Machado.

O gerente de Operações da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), Wagner Rodrigues, informa que 19 ruas do entorno da Avenida Boa Viagem serão interditadas a partir das 6h de hoje. O bloqueio deve se prolongar até as 20h ou 21h. “Quando acabar o desfile, precisamos aguardar a varrição e limpeza das ruas, antes de abri-las novamente à circulação de veículos”, informa. A beira-mar estará fechada da Rua Arlindo dos Santos Maciel à Rua Doutor Vicente Gomes. Agentes de trânsito orientarão os motoristas.

Por causa dos bloqueios, condutores que se deslocam de Piedade para Boa Viagem deverão entrar na Rua Cândido Ferreira e seguir pelas Ruas Maria de Souza, Cosmorama, Baltazar Passos, Sá e Souza, Capitão Zuzinha e Doutor Vicente Gomes, para acessar a Avenida Conselheiro Aguiar.

Matéria original
Artigo anteriorMariah Carey e Nick Cannon
Próximo artigoCheikh Anta Diop
Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench