Guest Post »

Governo de Rondônia manda recolher ‘Macunaíma’ e mais 42 livros

O memorando também ordenava o recolhimento de “todos os livros de Rubem Alves”

No Catraca Livre

A Secretaria de Educação de Rondônia distribuiu nesta quinta-feira, 6, um memorando com a lista de 43 livros para serem recolhidos das escolas do Estado por conterem “conteúdos inadequados” a crianças e adolescente. Diante da repercussão negativa, a secretaria recuou da decisão

Entre as obras censuradas estavam clássicos como “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis, “Macunaíma”, de Mário de Andrade, e “Os sertões”, de Euclides da Cunha.

O memorando trazia ainda uma observação: “Todos os livros do Rubem Alves devem ser recolhidos”. O escritor mineiro, morto em 2014, escrevia sobre educação e questionava o formato tradicional da escola no Brasil.

Cópia do memorando que solicita recolhimento imediato de 43 livros da rede de ensino de Rondônia (Crédito: Reprodução/Seduc)

De acordo com o G1, o memorando foi assinado pelo secretário de Educação, Suamy Vivecananda Lacerda de Abreu, e enviado às coordenadorias regionais de educação do Estado.

Segundo o secretário, a iniciativa ocorreu após uma denúncia de que os livros continham palavrões.

Rondônia é governada pelo coronel PM Marcos Rocha, hoje no PSL, que faz campanha usando camiseta com o rosto do presidente Jair Bolsonaro.

Related posts