Historiadora negra assume direção-geral do Arquivo Nacional

Ana Flávia Magalhães Pinto será a primeira mulher negra a ocupar a função em 185 anos

A historiadora e professora da Universidade de Brasília (UnB) Ana Flávia Magalhães Pinto é a nova diretora-geral do Arquivo Nacional. O nome será anunciado nesta terça-feira (23).

No novo governo, o órgão passou a ter status de secretaria dentro do recém-criado Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, sob o comando da ministra Esther Dweck.

Primeira mulher negra a ocupar a função em 185 anos do Arquivo, Ana é doutora pela Unicamp, mestre pela UnB, licenciada em História pela Universidade Paulista (Unip) e também formada em Jornalismo pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília (CEUB).

Ela desenvolve pesquisas nas áreas de História, Comunicação, Literatura e Educação, com ênfase em atividades político-culturais de pensadores negros, imprensa negra e luta racial.

O Arquivo Nacional possui um acervo de valor inestimável para sociedade, reunindo milhões de documentos textuais tanto em sua sede, no Rio de Janeiro, como em sua Superintendência Regional em Brasília.

De acordo com o governo, se fossem empilhados, somariam 55 quilômetros.

Além disso, há cerca de 1,91 milhão de fotografias e negativos, 200 álbuns fotográficos, 15 mil dispositivos, 4 mil caricaturas e charges, 6 mil cartazes e cartazetes.

Também fazem parte do acervo 1 mil cartões postais, 1,2 mil desenhos, 200 gravuras e 21 mil ilustrações, 44 mil mapas e plantas arquitetônicas, filmes, registros sonoros e uma coleção de livros que supera 112 mil títulos, sendo 8 mil raros.

+ sobre o tema

Cinco alternativas ao vagão para mulheres

Segregação feminina é indesejável, por punir as vítimas. Para...

Miriam Leitão vê preconceito na revista época

Segundo colunista do Globo, tratamento da revista, também das...

Denzel Washington recusou beijos de atrizes brancas – veja os motivos!

Ao longo dos anos, Denzel Washington foi muitas vezes...

Parlamentares contra o aborto vão ao ministro da saúde dizer não a medida provisória 557/2011

O deputado federal João Campos (PSDB-GO) participou de encontro...

para lembrar

Campanha pró-aborto de feto sem cérebro pressiona STF a decidir este ano

Cartaz e vídeo relançam polêmica em torno de ação...

Estamos prontas: os movimentos de mulheres negras passam da resistência ao poder!

Os movimentos de mulheres negras passam da resistência ao...

O feminismo como projeto transformador: as vozes das Margaridas

Nos dias 11 e 12 de agosto, milhares de...

Foragido, lutador acusado de surrar atriz pornô é suspeito em mais 7 crimes

Jonathan Koppenhaver já tem uma extensa ficha na polícia...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=