Hoje, CBF promove “Rodada contra o Racismo”

Penútima data do Brasileirão deverá conscientizar sobre um assunto ‘quente’ do futebol mundial

Depois de muita polêmica envolvendo a FIFA, a CBF resolveu entrar na discussão sobre o racismo. Tanto que a 37ª rodada do Brasileirão, nesse domingo, será considerada a ‘Rodada contra o Racismo’, a fim de conscientizar e não deixar morrer um tópico que merece ser debatido, conforme indica nota oficial.

O presidente Ricardo Teixeira rebateu as declarações de Joseph Blatter, que disse que casos de discriminação poderiam ser resolvidos com um simples aperto de mãos.

“Racismo não se resolve com aperto de mão e nem quem sofre esquece no dia seguinte. Não é justificável pelo calor de uma partida, não pode ser interpretado como gesto de torcedor. É algo intolerável, que não condiz com o esporte. O futebol, como catalisador de transformações no mundo e fenômeno capaz até de interromper guerras, deve ter um papel primordial na busca de soluções para essa prática”, disse o mandatário.

A ação ganhou adeptos. O técnico da Seleção, Mano Menezes, também se manifestou no comunicado.

“O racismo no futebol não pode ser tratado e não admite meio termo. Tem de ser resolvido de maneira forte. É muito cômodo uma pessoa apertar a mão da outra depois do jogo para pedir desculpa por uma ofensa ao que ele tem de mais sagrado e significativo. A solução é buscar nos mecanismos legais que já existem a forma de haver uma punição muito rígida.”

Entre outras figuras, Ronaldo, Romário e Neymar também se engajaram na discussão, que tomou novo contorno após o episódio com o brasileiro Edimar, que joga na Grécia. A torcida do PAS Giannina, imitou um macaco quando o jogador pegava na bola. Outras ocorrências, como lembra a CBF, envolveram atletas como Daniel Alves, Gilberto Silva e Roberto Carlos.

 

 

 

 

Fonte: Goal

+ sobre o tema

Ato marca cinco anos do dia de maior repressão das Jornadas de Junho

Sérgio Silva, fotógrafo que perdeu a visão por disparo...

Diplomacia brasileira quer acabar com rótulo de masculina, branca e de pai para filho

Para tentar espelhar de forma mais representativa a realidade...

Aquele soco bem dado…

"Esses poemas-porrada de Zero a Zero obriga-nos a sair...

‘Me senti sob chicote, numa senzala’, relata mãe de santo

Religiosa obrigada a quebrar seu terreiro ao ser feita...

para lembrar

Caminhos da Reportagem recebe Menção Honrosa do Prêmio Vladimir Herzog

“A Pele Negra”, episódio do programa Caminhos da Reportagem,...

Bandido Bom é Bandido Morto!

"Ilustração super bem feita do que é um...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor...

Artigo: Violência contra a mulher não pode ser banalizada

No último Dia dos Namorados, circulou, nas redes sociais,...
spot_imgspot_img

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...

Criança não é mãe

Não há como escrever isto de forma branda: nesta quarta-feira (12), a Câmara dos Deputados considerou urgente discutir se a lei deve obrigar crianças vítimas de estupro à...
-+=