Hollywood fala muito sobre Holocausto, mas ignora a escravidão, acusa Steve McQueen

O diretor Steve McQueen, que está atualmente divulgando seu aclamado “12 Anos de Escravidão”, um dos favoritos ao Oscar, criticou Hollywood pelo que ele considera ser uma escassez de filmes sobre os escravos negros nos Estados Unidos.

Para McQueen, isso demonstra que a indústria cinematográfica quer “evitar o assunto”.

“A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) durou cinco anos e há centenas e centenas de filmes sobre a Segunda Guerra e o Holocausto”, disse o cineasta em entrevista à emissora britânica Sky News.

“A escravidão durou 400 anos e há menos de 20 filmes. Nós temos que reparar esse equilíbrio e olhar para esse período da história [a escravidão negra].”

Em seu último filme, McQueen traz o ator Chiwetel Ejiofor como Solomon Northup, figura histórica negra americana. Nascido livre, ele foi raptado em Washington e levado como escravo para trabalhar nas plantações da Louisiana, em 1841.

“12 Anos de Escravidão” conta ainda com Michael Fassbender, no papel de um latifundiário sádico, e Brad Pitt, numa participação pequena como um abolicionista (Pitt também é produtor do longa).

O filme foi indicado a sete Globos de Ouro.

Nos Estados Unidos, onde o filme já está em cartaz, há diversos relatos de pessoas que deixaram as salas de cinema, incomodadas com a violência com a qual a escravidão é retratada. Mesmo assim, Ejiofor disse à Sky News que o roteiro suavizou alguns dos episódios pelos quais Northup passou na vida real.

“12 Anos de Escravidão” estreia em 28 de fevereiro no Brasil.

Fonte: Folha de São Paulo

+ sobre o tema

Amada é uma obra necessária para pensar o racismo de ontem e hoje

Vida escrava; vida libertada – cada dia era um...

Magreza do rapper 50 Cent choca fãs em todo o mundo

O rapper 50 Cent chocou os fãs ao publicar...

Modelo baiano vendia salgadinhos com a mãe e estreia na SPFW aos 17 anos

Gabriel Pitta tem uma relação bem próxima com doces e...

para lembrar

Pecado Capital – Paulinho da Viola

Pecado CapitalPaulinho da ViolaDe: Paulinho da Viola Dinheiro...

Bill Gates quer cooperação do Brasil para produção agrícola na África

  O presidente da Fundação Bill & Melinda Gates, Bill...

Piedad Córdoba se acerca al Premio Nobel de la Paz

Fonte: El Espectador.com -   El pronóstico del Nobel de la...

Maquiagem para pele negra de tonalidades diferentes

Muitas meninas negras e morenas reclamam das dificuldades e...
spot_imgspot_img

Mostra Competitiva Adélia Sampaio recebe inscrições de filmes de mulheres negras até 16 de junho

A 6ª edição da Mostra Competitiva de Cinema Negro Adélia Sampaio está com inscrições abertas para filmes dirigidos por mulheres negras de todo o...

Álbum de Lauryn Hill é considerado melhor da história em lista da Apple Music; veja ranking

Uma lista publicada pela Apple Music elegeu os 100 melhores álbuns de todos os tempos. Em primeiro lugar, a escolha foi para 'The Miseducation...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...
-+=