segunda-feira, novembro 28, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoHomem denuncia racismo ao ser impedido de entrar em ótica de MS

Homem denuncia racismo ao ser impedido de entrar em ótica de MS

Polícia Civil investiga veracidade da denúncia e irá intimar funcionária.
Delegado diz que suposta vítima prestou depoimento nesta terça (15).

Por Graziela Rezende, do G1

Um homem de 28 anos compareceu à delegacia, nesta terça-feira (15), após afirmar ser vítima de racismo em uma loja na região central de Campo Grande. Ao G1 o delegado Enilton Zalla, plantonista da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro, disse que ele alegou ser impedido de entrar na ótica.

“A suposta vítima disse que foi até o local para comprar um óculos e foi impedido de entrar na ótica. A funcionária teria dito que não venderia para uma pessoa de cor como ele e também não tinha óculos para ele. Agora vamos verificar a veracidade destas informações”, afirmou o delegado.

Ainda conforme Zalla, o homem ressaltou que foi ao local por volta das 11h30 (de MS), acompanhado da esposa. “Ele apresentou testemunha e agora vamos apurar a denúncia. A funcionária e a empresa serão intimadas a falar a respeito dos fatos”, comentou o delegado.

O fato foi registrado como recusar ou impedir acesso a estabelecimento comercial, negando a atender o consumidor. De acordo a polícia, o indiciamento por racismo será decidido ao longo da investigação. A pena para este crime varia de um a três anos de prisão, além da multa. O crime é inafiançável.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench