Hospital da Mulher só funciona com 50% de sua capacidade

Segundo a direção, apenas metade dos atendimentos que a unidade pode oferecer está sendo realizada. Problema está na carência de profissionais e de recursos financeiros. Concurso público deve ser realizado este ano

Com um ano de funcionamento, o Hospital da Mulher, hoje, está com 50% da capacidade total de atendimento, de acordo com o diretor executivo da unidade saúde, Rogério Menezes. Por exemplo, o hospital possui 165 leitos de internação. Destes, só 75 leitos estão cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS) para atender à população. Duas das cinco enfermarias, mesmo equipadas, também não estão funcionando.

 

Entre janeiro e junho de 2013, foram realizados, em média, 1.642 atendimentos ambulatoriais por mês – o que representa 54 pacientes ao dia. Isso se reflete no movimento do hospital. Na tarde ontem, por exemplo, poucas pacientes aguardavam atendimento na recepção do ambulatório. O mesmo era observado nos corredores da unidade.

 

A situação é fruto, segundo a direção, da carência de profissionais e de recursos financeiros para fazer o hospital funcionar a todo vapor. No total, são 96 médicos trabalhando na unidade. Porém, levantamento feito pela direção constata a necessidade de 190 profissionais. “Temos um cardiologista, quando deveria ter, pelo menos, quatro ou cinco (profissionais) para o ambulatório. Estamos funcionando muito aquém da necessidade”, reconhece Rogério Menezes.

 

A Prefeitura de Fortaleza informa que a atual gestão recebeu o hospital sem orçamento garantido para 2013. Após negociações com o Ministério da Saúde, foi garantida, recentemente, uma verba de R$ 2 milhões/mês.

 

Além disso, a expectativa da direção do hospital é aumentar o número de atendimentos até próximo ano, após a realização de um concurso público prometido pelo prefeito Roberto Cláudio ainda para este semestre.

 

Atendimento

 

O Hospital da Mulher não possui serviço de emergência. Todas as consultas são previamente agendadas e as pacientes encaminhadas de outros hospitais ou dos postos de saúde. A autônoma Maria Valéria Gomes, 42, deu nota oito para o hospital. “O atendimento foi bom”, afirma.

 

Já a aposentada Maria Zuleide Gomes, 78, enfrentou mais dificuldades. Ela demorou quase 20 dias para conseguir fazer uma cirurgia de trauma. A direção do hospital explicou que o problema ocorrido com dona Zuleide foi pontual e garante que as cirurgias são realizadas com menos tempo de espera.

Serviço

Hospital da Mulher

Endereço: Avenida Lineu Machado, 155, Jóquei Clube

Telefone: (85) 3105 2229 e 3233 3854 / 3954

Números

 

A Média de procedimentos realizados por mês no Hospital da Mulher, entre janeiro e junho de 2013, é a seguinte: 1.642 consultas ambulatoriais;

 

2.123 exames laboratoriais;

1.235 exames de imagem;

70 cirurgias.

 

Já atendem, no Hospital da Mulher, as especialidades: ginecologia, ortopedia, mastologia, endocrinologia, cardiologia, neurologia, obstetrícia, nutrição, reumatologia, proctologia, psicologia e dermatologia. Ainda faltam profissionais para atender nas áreas de urologia e uroginecologia.

Além disso, há o Centro de Imagens, que realiza exames de tomografia, ultrassonografia, raio-x (simples e contrastado), mamografia, ecocardiograma e eletrocardiograma.

 

Estão em fase de implantação os exames de densitometria óssea e ergometria. Ainda faltam equipamentos para realizar eletroneuromiografia, eletroencefalograma, holter, mapa e eletroencefalograma.

 

O Centro de Terapias integrativas oferece serviços de fisioterapia, massoterapia, hidroterapia, reik, shiatsu e terapia ocupacional.

Multimídia

O aniversário de um ano do Hospital da Mulher é o Tema do Dia na cobertura de hoje dos veículos do Grupo de Comunicação O POVO.

 

Para escutar: Na rádio O POVO/CBN (FM 95,5), o tema será discutido no programa Grande Jornal, às 9 horas, e/ou no programa Revista O POVO/CBN, às 15 horas. Na rádio Globo/O POVO (AM 1010), o tema será discutido no programa Manhã do POVO, às 10 horas.

 

Para ver: A TV O POVO trará uma matéria sobre o tema no O POVO Notícias, às 18h30min. Assista à programação pelo canal 48 (UHF e TV Show) e 23 (Net).

 

Fonte: O Povo

 

 

 

+ sobre o tema

Maternidade obrigatória, paternidade facultativa

Ainda hoje, muita gente insiste que não precisamos do...

Janine dá aula de ética a Lobão Filho

"A corrupção, como insistimos alguns há muitos anos,...

Médicos estrangeiros começam a trabalhar no Brasil em setembro

Em setembro médicos estrangeiros começam a trabalhar nas cidades...

Letra machista de Emicida levanta polêmica

Trepadeira, do novo álbum do rapper, diz que mulher...

para lembrar

Sexo e gênero e a boçalidade eleita

"ANTES DA TRANSFORMAÇÃO DE UM HOMEM OU DE UMA...

Como o 8 de Março mudou a ciência

Eva Alterman Blay é Professora Emérita da USP e...

Especialistas pedem mais compromisso com saúde de presidiárias

Se a realidade psicológica e social da mulher encarcerada...
spot_imgspot_img

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...

Ministério da Gestão lança Observatório sobre servidores federais

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) lança oficialmente. nesta terça-feira (28/3) o Observatório de Pessoal, um portal de pesquisa de...
-+=