Instagram, Geledés, Africanize e Capricho lançam projeto para incentivar a literatura negra entre os jovens

O projeto ReeLeitura vai destacar livros de autores negros brasileiros nos Reels do Instagram e do Facebook e promover interações por meio de efeitos de AR e chatbot no WhatsApp com indicações de livros

Nesta quinta-feira (16), o Instagram, em parceria com Geledés Instituto da Mulher Negra, Africanize e Capricho, lança o projeto “ReeLeitura: edição autores negros”, uma iniciativa de nove meses que tem o objetivo de debater os temas centrais de obras literárias de autores negros brasileiros por meio  de um formato simples e divertido como os Reels do Instagram e do Facebook, com a ideia de que elas alcancem mais pessoas e promovam o interesse de leitura principalmente entre os adolescentes.

Os conteúdos serão publicados nos perfis da @africanizeoficial@capricho e @portalgeledes  no Instagram e Facebook, com a hashtag #ReeLeitura. O primeiro episódio, que estreia hoje em celebração ao mês em que se comemora o “Dia Mundial de Zero Discriminação – 1º de março” e o “Dia Internacional da Luta pela Eliminação da Discriminação Racial – 21 de março”, traz  a obra “Sobre-viventes”, da autora Cidinha da Silva (@cidinhadasilvaescritora), comentada pelo professor João Luiz Pedrosa (@joaolpedrosa) e pelo criador de conteúdo Adriel Oliveira (@livrosdodrii). 

Mensalmente, até novembro, um novo episódio trará um autor negro e sua obra, uma figura pública e um criador de conteúdo da comunidade negra do Instagram para expor seus pontos de vista sobre o assunto principal do livro em destaque. Além disso, vamos iniciar um movimento a partir de um áudio original inspirador com trecho da obra na voz da figura pública, no formato de mini doc, que é tendência no Instagram. A ideia é que tanto criadores de conteúdo quanto o público participem do movimento usando a ferramenta Modelos e a hashtag #ReeLeitura

A presença da comunidade literária no Instagram é muito forte e, com o ReeLeitura, queremos nos aproximar ainda mais dela, promovendo conexões por meio da cultura, ao mesmo tempo em que tratamos de temas fundamentais para a formação de nossos jovens e para a sociedade, como racismo, empoderamento negro, inclusão e manifestações afro-brasileiras”, afirma Priscila Pagliuso, gerente de comunicação do Instagram para a América Latina.

Para deixar tudo ainda mais divertido e interativo, e unindo representatividade e inovação, o público também poderá interagir com o efeito de realidade aumentada (AR)  ReeLeitura” que estará disponível por meio do perfil da Capricho no Instagram, desenvolvido exclusivamente para a iniciativa pela Atomcore Studio, que faz parte do programa Realidade Aumentada na Pele (R.A.P), da Meta, oferecendo ao público formas inovadoras de interação com a literatura.

O efeito “ReeLeitura” vai sugerir ao público uma variedade de opções de livros de autores negros, fomentando o acesso à literatura. Algumas das obras são: “Ritmos Negros: Música, Arte e Cultura na Diáspora Negra”, de Amailton Azevedo (@amailtonazevedo); “Mukanda Tiodora”, de Marcelo D’Salete (@marcelo.dsalete); e “Jamais Peço Desculpas por me Derramar”, de Ryane Leão (@ondejazzmeucoracao). 

Em breve, a Capricho disponibilizará ainda um chatbot exclusivo no WhatsApp, criado pela plataforma Gupshup, que vai recomendar uma seleção de livros curada especialmente de acordo com os resultados de um rápido teste para descobrir o perfil de leitor de cada pessoa.

Confira o primeiro episódio que já está no ar!

+ sobre o tema

Sindicato repudia “mordaça” em jornalistas nas redes sociais

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo emitiu...

Médicos Sem Fronteiras afirmam que mundo está perdendo batalha contra ebola

Segundo organização Médico Sem Fronteiras considera que luta contra...

Os 25! Indígenas se formam no EJA Guarani

Uma formatura foi realizada no dia 12 de dezembro...

para lembrar

ONU critica trabalho escravo no Brasil

Documento destaca, porém, conhecimento do governo sobre o tema...

Soldados, cabos e sargentos querem o fim da Polícia Militar

do Blog da Maria Frô O fim da Polícia Militar para...
spot_imgspot_img

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...

Nota pública do CONANDA contrária ao Projeto de Lei 1904/2024

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA, instância máxima de formulação, deliberação e controle das polícas públicas para a...

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...
-+=